Resenha O Reino das Vozes que Não se Calam

IMG_20151021_234735

Autoras: Carolina Munhóz e Sophia Abrahão                       Editora: Rocco

O Reino das Vozes que Não se Calam é um livro da escritora Carolina Munhóz em parceria com a atriz/cantora/blogueira Sophia Abrahão que mistura fantasia com temas polêmicos como bullying, depressão, suicídio, etc. Não imaginava que gostaria tanto dele, mas me surpreendi e a história me cativou. Vamos dar uma olhada na sinopse?

“Se você encontrasse um lugar onde todos o aceitassem seria capaz de abandoná-lo?

Sophie se esconde de todos e de si mesma: insegura, não consegue enxergar sua beleza e talento, e sente dificuldade em se relacionar com os outros. Seu dia a dia se perde entre os caminhos tortuosos dos que convivem com a depressão e o bullying e a jovem aos poucos vai se fechando na escuridão de seus pensamentos. Desamparada e sem coragem de lidar com seus problemas, ela acaba descobrindo um lugar mágico: um Reino onde as vozes não se calam e as criaturas encantadas se tornam reais. Um local colorido onde ela finalmente poderá se encontrar. Dividida entre a realidade e a fantasia, Sophie contará com a ajuda preciosa de um rapaz comum e uma guardiã encantada, que lhe mostrarão os segredos da alma e a farão decidir se vale a pena enfrentar seus medos ou viver em um eterno conto de fadas.”

O livro conta a história de Sophie, uma menina que sempre sofreu com os apelidos dados por todos na escola em que estuda por ser muito magra, tímida e ter um estilo longe do que julgam normal. Sua única companhia é sua melhor amiga Anna, que é popular e extrovertida, o oposto de Sophie.

Durante uma festa Sophie é humilhada na frente de todos e sua amizade com Anna acaba, pois a amiga é uma das culpadas pela humilhação. E nesse dia depois de muito chorar, Sophie adormece e é sugada para um lugar lindo e cheio de seres fantásticos e pessoas que a amam e é então que ela descobre ser a princesa do Reino das Vozes que Não se Calam. A garota daria tudo para viver para sempre nesse reino maravilhoso, mas para isso ela tem que passar por três etapas e desistir do mundo real.

E abandonar tudo parece muito fácil, já que sua vida no mundo real fica cada vez mais difícil, ela não tem amigos, os apelidos estão cada vez piores e a diretora da escola começa a pegar no pé da menina por sua magreza e até seus pais reclamam de sua falta de apetite. As únicas coisas boas na vida de Sophie são seu cachorro Dior, a música (Sophie adora cantar e tem uma voz linda) e Leo, um garoto novo da escola que se mostra um bom amigo. Mas será que algumas coisas boas compensam uma vida de sofrimento? Ou será melhor abandonar todas as coisas ruins e também as boas de sua vida real e viver no seu mundo dos sonhos? Essa é a dúvida de Sophie.

Achei que o livro tratou de temas difíceis com muita delicadeza. Gostei dos personagens, tanto os humanos quanto os seres mágicos, a Sophie me encantou mesmo com toda a teimosia, o Leo é apaixonante e a Sycreth sempre sabe a coisa certa a dizer. Achei o livro apaixonante e encantador!

“Sabe… Eu não queria mais saber deste mundo. Estava cansada de ver tudo tão cinza. Mas foi só eu te conhecer que o meu mundo virou, e tudo mudou, e eu descobri que é você a pessoa que eu quero ao meu lado.Pág. 260

Por Amanda Padovan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s