Resenha de Diga aos lobos que estou um casa

IMG_20151109_112803 (2)

Diga aos lobos que estou em casa é um livro que me surpreendeu, se me perguntassem, quando comecei a ler, quais eram minhas primeiras impressões eu responderia que é um livro estranho. Acho que não estava preparada para a intensidade da história, mas aos poucos fui mudando minha opinião conforme a história se desenrolava e fui percebendo a delicadeza com que a Carol Rifka Brunt aborda assuntos considerados pesados, como AIDS, homossexualidade e amores constrangedores. Mas, vamos à sinopse:

1987. Só existe uma pessoa no mundo inteiro que compreende June Elbus, de 14 anos. Essa pessoa é seu tio, o renomado pintor Finn Weiss. Tímida na escola, vivendo uma relação distante com sua irmã mais velha, June só se sente “ela mesma” na companhia de Finn; ele é seu padrinho, seu confidente e seu melhor amigo. Quando o tio morre precocemente de uma doença sobre a qual a mãe de June prefere não falar, o mundo da garota desaba. Porém, a morte de Finn traz uma surpresa para a vida de June – alguém que a ajudará a curar a sua dor e a reavaliar o que ela pensa saber sobre Finn, sobre sua família e sobre si mesma. No funeral, June observa um homem desconhecido que não tem coragem de se juntar aos familiares de Finn. Dias depois, ela recebe um pacote pelo correio. Dentro dele há um lindo bule que pertenceu a seu tio e um bilhete de Toby, o homem que apareceu no funeral, pedindo uma oportunidade para encontrá-la. À medida que os dois se aproximam, June descobre que não é a única que tem saudades de Finn. Se ela conseguir confiar realmente no inesperado novo amigo, ele poderá se tornar a pessoa mais importante do mundo para June. “Diga Aos Lobos Que Estou Em Casa” é uma história sensível que fala do amadurecimento, perda do amor e reencontro, um retrato inesquecível sobre a maneira como a compaixão pode nos reconstruir.

O livro conta a história de June, uma menina apaixonada pela Idade Média, tímida e que tem uma relação de amizade e cumplicidade muito grande com seu tio/padrinho Finn, quando este morre, vítima de AIDS, o mundo da menina desmorona, ela perde de uma hora para outra a única pessoa que a entendia completamente.

Com a morte de Finn ela conhece Toby, o namorado e grande amor de Finn, é quando sua vida se torna mais complicada. A mãe de June não aceita Toby, por culpá-lo pelo distanciamento entre ela e Finn e pela doença e morte de seu irmão. Portanto, todo seu contato com Toby é escondido de sua família, e nele ela descobre um grande amigo, alguém que pode lhe contar um pouco mais sobre seu tio, que pode lhe mostrar coisas novas e que acabar se tornando uma pessoa muito importante em sua vida.

Outro tema tratado no livro é a relação difícil entre June e Greta, sua irmã mais velha, elas eram melhores amigas quando pequenas, mas se distanciaram quando a amizade entre June e Finn começou. Ela sempre culpou Greta pelo distanciamento, por seu jeito mal humorado e sua implicância, mas pode ser que a culpa não seja só de sua irmã mais velha.

Enfim, é um livro muito bom emocionante e cativante e com uma capa maravilhosa. A história é linda e tem uma mensagem muito legal, por ser um pouco parado, se você está procurando um livro com muita ação, esse não é pra você, mas se você gosta de dramas e histórias emocionantes, leia Diga aos lobos que estou em casa, pois você vai amar!

“E, finalmente, percebi que éramos nós duas. Sempre fôramos nós duas. Nunca apenas Greta. Tudo o que ela dissera era verdade. Depois de todos os anos sendo melhores amigas, eu a abandonara.” Pág.411

Por Amanda Padovan

Anúncios

4 comentários sobre “Resenha de Diga aos lobos que estou um casa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s