Resenha de Amy & Matthew

IMG_20151109_112341 (2)

Autora: Cammie McGovern                          Editora: Galera Record

Amy & Matthew é uma história de superação de dois adolescentes. Fiquei super apaixonada pela capa e a frase que fica abaixo do título me deixou mais curiosa ainda: “Às vezes, “eu te amo” é o mais difícil de dizer”, com uma frase dessas não dá vontade de ler o livro?? Vamos dar uma olhada na sinopse.

“Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos. Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa. À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou. E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro… exceto o que mais importa.”

Amy teve paralisia cerebral ao nascer e por isso precisa da ajuda de um andador para se locomover e de um computador para falar, pois os movimentos de um lado de seu corpo são comprometidos. Mas apesar de suas limitações Amy surpreende a todos por sua inteligência e determinação.

Porém, a menina sempre esteve rodeada de auxiliares profissionais adultos para realizar suas tarefas o que dificultou sua interação com pessoas da sua idade.

E no ultimo ano do ensino médio ela decide que quer fazer amigos, já que no ano seguinte terá que se acostumar com a vida em uma universidade, morando em um campus e sem seus pais por perto, ela quer aprender a lidar com pessoas da sua idade. Então, convence sua mãe a treinar auxiliares adolescentes para ajudá-la e também para que fizesse amigos.

Matthew é um adolescente com Transtorno Obsessivo Compulsivo e seu maior medo é que algo que ele faça ou não faça acabe fazendo mal a alguém. Ele precisa lavar as mãos e os braços diversas vezes, precisa contar passos, bater em determinados armários e qualquer outra coisa que a voz em sua cabeça diga que é importante.

O menino se surpreende quando Amy pede para que ele se candidate a uma vaga como seu auxiliar, mas mesmo assim se candidata e consegue.

A partir daí começa uma linda amizade, onde um ajuda o outro a passar pelos obstáculos diários e enfrentar seus medos. E uma amizade dessas pode crescer e virar um sentimento lindo e sincero, mas dizer isso ao outro é sempre difícil, ainda mais com as limitações de cada um.

Eu não posso dizer que me apaixonei por algum dos personagens, mas me apaixonei pela história como um todo. Pra mim nenhum personagem chamou a atenção ou me encantou especialmente, mas achei uma história bonita de determinação, superação e mostra também como é importante compreender e aceitar as diferenças. Eu recomendo o livro pra quem gosta de histórias rápidas e com uma mensagem bonita.

“… Ela nunca forçava tais momentos ou os mencionava depois que passavam. Não queria arruinar um deles acendendo um holofote em cima e dizendo: Olhe para isto. O que está acontecendo aqui? Você também está com medo?” Pág. 206

Por Amanda Padovan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s