Resenha de “A Rainha Vermelha”

IMG_0704Autora: Victoria Aveyard              Editora: Seguinte

A Rainha Vermelha é mais um livro que eu não dava nada para a história porque pensava ser modinha, mas que me surpreendeu bastante, confesso que agora sei o motivo de tanta gente gostar dele!

Mas antes de falar o que achei sobre ele vamos ver a sinopse:

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

IMG_0878

Em um mundo dividido pela cor do sangue, os prateados tem poderes especiais, são ricos e controlam o governo e os vermelhos são os pobres, trabalhadores e vivem para servir aos outros. Mare Barrow faz parte da classe mais baixa, vermelha e sem vocação para nenhuma carreira e sem emprego, o que lhe resta é o recrutamento e a vida em um campo de batalhas, mas até seu 18º aniversário a menina  rouba o que pode para ajudar sua família, ela já está conformada em fazer parte do Exército, porém tudo muda quando o mestre de Kilorn, seu melhor amigo, morre. Sem mestre o menino não terá emprego e será recrutado também e Mare decide fazer de tudo para protegê-lo e livrá-lo desse destino.

Mas nada sai como a menina planejou e ela acaba indo trabalhar no palácio, servindo ao rei, a rainha e aos dois príncipes. Porém, durante um evento Mare acaba descobrindo e mostrando a todos que também tem poderes. Por esses poderes serem privilégio apenas dos prateado,s, a menina é obrigada a se passar por prateada a mando da rainha e é prometida à Maven o príncipe mais jovem.

Vivendo no palácio Mare descobre que esse jogo de poder é muito pior do que ela imaginava e que ela é apenas um peão nas mãos da rainha, é aí que ela toma a decisão de fazer tudo o que pode para dar mais dignidade ao seu povo vermelho.

IMG_0879

Estou apaixonada por esse livro, por esse jogo político, por toda a luta dos vermelhos por uma vida melhor, pela luta dos prateados para manterem-se no comando. Apesar dos clichês, como o triângulo amoroso entre Mare e os dois príncipes, A Rainha Vermelha é emocionante, cheio de reviravoltas, as páginas passam e quando você percebe já está no final. Só posso dizer que estou encantada com esse livro, ansiosa para a continuação e recomendar para todos, principalmente para quem gosta de fantasia e jogos políticos.

“Pensei que ser marionete deles seria fácil comparado ao resto. Estava muito enganada. Mas não posso deixar essa gente me abater, não agora. Não agora que meu próprio destino se desdobra no horizonte. Tenho que fazer tudo o que posso até identificarem meu sangue e o jogo terminar para mim. Até me tirarem as frente das câmeras e me matarem.” Página 321

Por Amanda Padovan

Anúncios

20 comentários sobre “Resenha de “A Rainha Vermelha”

  1. Oi, tudo bem?
    Eu sou do time que abandonou esse livro. Simplesmente não consegui passar da página 100, não consegui me conectar com os personagens. Mas minha amiga amou esse livro e dei meu livro para ela, onde não pretendo ler a continuação.
    Eu vejo várias pessoas empolgadas com esse livro e tentei de tudo, mas foi uma decepção.
    Quem sabe um dia eu tente terminar. Me disseram que o final foi muito bom.
    Ótima resenha.

    Beijos
    Leitora Sempre

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá.
    Tudo bom?
    Eu assim como você pensei que fosse clichê também, mas pelo visto não é e sua resenha me encantou tanto e foi tão convidativa para conhecer Maré, que assim que chegar em casa vou ler ele.
    Ótima resenha.
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oiiii
    Estou de olho nesse livro desde quando ele foi lançado lá fora. Sempre ouvi as booktubers gringas falando super bem dele e fiquei ansiosa para lê-lo. Mas quando vou comprá-lo, ou ele tá muito caro, ou eu acabo colocando outro livro na frente dele… por isso ainda não li. Mas sua resenha me deu ainda mais vontade de ler A Rainha Vermelha… espero que eu goste tanto quanto vc gostou.
    Beijos
    http://www.notinhasderodape.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

  4. Pingback: Resenha de Espada de Vidro | Nerdíssimos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s