Resenha de Lugares Escuros

Eu tenho a maldade dentro de mim, tão real quanto um órgão.

IMG_1724

Acho que já comentei diversas vezes aqui e no Instagram que depois de ler Objetos Cortantes fiquei louca pelos livros escritos pela Gillian Flynn e escolhi Lugares Escuros como próxima leitura dela. Vamos ver a sinopse:

Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua.
Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos?
Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia dos crimes com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.

Aos sete anos Libby Day passa por um trauma terrível, sua mãe e suas irmãs são brutalmente assassinadas, sobrando apenas ela e Ben, seu irmão mais velho e ele é justamente o principal suspeito desse crime horrível e é condenado a prisão perpétua, ela então não o vê mais.

Vinte e quatro anos depois, Libby é uma jovem preguiçosa, vive apenas de doações, da caridade de gente que se solidarizou com sua terrível história, mas depois de tanto tempo as doações diminuíram e a garota se vê sem dinheiro e sem saber ou querer trabalhar para se sustentar. Um dia ela se depara com uma proposta estranha e tentadora, um clube de pessoas obcecadas por crimes e por tentar resolvê-los, não acredita que Ben seja o culpado e oferece dinheiro a jovem em troca de que converse com pessoas do seu passado para tentar descobrir o que realmente aconteceu naquela noite.

Por precisar do dinheiro Libby aceita, mesmo não acreditando na inocência de Ben, e assim ela acaba descobrindo muito mais coisas do que imaginava, coisas que uma garotinha de sete anos não entendia, mas que vinte e quatro anos depois podem mudar tudo.

IMG_1725

Depois de ler Objetos Cortantes já esperava por algo perturbador, e é justamente isso que Lugares Escuros é: intenso, cruel e perturbador. Acho que o que mais me assusta nos livros da autora é o quanto ela faz parecer uma história real, consigo imaginar um história assim acontecendo realmente e sendo noticiada pelos jornais.

O livro intercala passado e presente e a visão de Libby, Patty (sua mãe) e Ben, o que pode parecer confuso, mas a autora conseguiu organizar tudo tão bem que não senti nenhuma dificuldade para acompanhar a história. Além disso, gosto dos personagens criados por Flynn, eles nunca são perfeitos, sempre tem seus defeitos, nesse livro, além de preguiçosa, Libby é cleptomaníaca e egoísta, sua mãe, Patty Day, é muito insegura, assim como Ben, além disso, o garoto é quieto e misterioso.

Achei que talvez o final do livro foi um pouco apressado, muitas coisas acontecendo e muito rapidamente, mas a solução do mistério foi muito boa, o livro é envolvente e chocante, um excelente thriller psicológico, e quem gosta do gênero deveria ler!

IMG_1726

“Eu não era uma criança adorável e me tornei uma adulta extremamente detestável. Se alguém fizesse um retrato da minha alma, veria um amontoado de rabiscos com presas.”

Por Amanda Padovan

 

Anúncios

26 comentários sobre “Resenha de Lugares Escuros

  1. Eu não tinha curiosidade sobre os livros também, mas fiquei intrigada com a história dessa mulher e pra saber mais do Ben. Menina, que folgada, viver só de doações!
    É continuação ou não tem nada a ver com o outro livro? Fiquei confusa haha.
    Beijo, Mari

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu acho as capas dessa autora tão simples e tao bonitas. Sua resenha me lembrou um documentário dividido em 3partes, chamado Paradise lost, que trata do mesmo tema, e no final… Fiquei em choque, juro! Acho que nunca vou superar garota exemplar. Essa autora veio pra nos deixar sem chão.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Nunca li nada da autora, mas acho os plots dos livros dela interessantes. Eu gosto também de livros que intercalam passado e presente, eu acho bacana ter essa visão da história, tenho a impressão que fica mais completa. Uma pena só o final ser meio apressado. Mas se a solução foi plausível, isso é bom.

    ;D
    Profissão: Leitora

    Curtido por 1 pessoa

  4. Olá,
    Nunca li nada da autora, mas sempre vejo ótimas resenhas e elogios sobre a escrita.
    Ficar sozinha no mundo, sem saber direito o que aconteceu, deve ter sido bem frustante. Pena que ela ficou vivendo de caridade e se acomodou. Mas fiquei curiosa para saber o que ela vai descobrir e se o seu irmão é mesmo culpado.
    Parece ser uma ótima história.
    beijos

    Curtido por 1 pessoa

  5. Ainda não sei o porquê eu nunca parei para ler esses livros, mesmo após tantas críticas positivas sobre eles. Eu gosto de livros que intercalam passado e presente, e os personagens parecem ser bem marcantes. Fiquei na curiosidade pra saber o que acontece com a Patty, que sobre de cleptomania.

    Super beijo.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Eu já assisti ao filme, e gostei bastante da história. Eu já pedi o livro, e espero que chegue logo para eu ler e saber mais detalhes da história. Não tenho o que reclamar do filme, talvez esse final apressado do livro, pode acabar assustando ou dificultando a leitura de algumas pessoas, mas acho que não impeça o entendimento.
    https://nerdbookblog.wordpress.com/

    Curtido por 1 pessoa

  7. Olá,

    Esse é o único livro que ainda não li da autora, mas com toda certeza vou ler em muito breve.
    As obras são muito impactantes e perturbadoras para os leitores, já que a autora passa uma veracidade cruel para nós que chaga a nos dar um medo intenso e profundo.

    Beijos,
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    Curtido por 1 pessoa

  8. Pingback: Leituras de Março | Nerdíssimos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s