Resenha de Menina Má – William March

image

Autor: William March               Editora: DarkSide

Sinopse:

Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.
Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

Rhoda Penmark é uma garotinha de 8 anos que encanta os adultos, especialmente com sua covinha rasa e unilateral, é muito comportada, organizada e educada e sempre está com o vestido e sapatos impecáveis.

Apesar de os adultos a adorarem, as crianças sentem medo dela, por isso a menina está quase sempre sozinha ou com pessoas mais velhas e passa seu tempo livre lendo e estudando piano ou as suas tarefas da escola dominical.

image

Ela se muda com os pais para uma cidade pequena, porém fica a maior parte do tempo com sua mãe, Christine, já que o pai viaja muito a trabalho.

Na escola, Rhoda fica muito chateada depois de perder uma competição de caligrafia, pois esperava muito pela medalha e já dava sua vitória como certa, porém quem ganha é Claude Daigle. Durante um piquenique escolar, o menino acaba se afogando e Rhoda é a última pessoa vista com ele.

“… lhe parecia que o 7 de junho, dia do piquenique da Escola Primária Fern, fora o dia em que sentiu felicidade pela última vez, pois, desde então, nunca mais soubera o que era alegria ou paz.” Pág. 21

É nesse momento que Christine começa a lembrar de coisas estranhas que aconteceram quando Rhoda estava por perto, até mesmo mortes. Será que é apenas coincidência? Se a menina estivesse envolvida, conseguiria parecer tão calma e tranquila sobre o assusto?

Será a maldade uma espécie de semente que carregamos dentro de nós, capaz de brotar na mais adorável das crianças?

image

Menina Má fala sobre a psicopatia infantil. Uma criança pode ser tão fria, calculista e manipuladora? Além disso, vem a dúvida: Será que a psicopatia é hereditária?

“Como posso culpar Rhoda por seus atos? Quem tem essa semente do mal e o passou para ela fui eu. Se alguém tem culpa, esse alguém sou eu, e não ela.” Pág.206

Grande parte do livro mostra a visão de Christine, sua dificuldade em acreditar que sua filha seja tão fria e cruel, sua culpa pela criação da menina e pelos atos realizados por ela e suas dúvidas sobre como agir com Rhoda. Uma coisa interessante é que além de Rhoda, o livro mostra outros personagens com problemas, como Leroy, o zelador do prédio, que é desprezível e implicante, ou a Sra. Breedlove, muito falante e que está sempre se metendo na vida dos outros ou tentando achar uma resposta para os problemas de todos através da psicologia.

image

A história que March criou é incrível, sua escrita é totalmente envolvente, não dá para parar de ler. A edição da DarkSide está linda (como todos os outros livros da editora), com a capa dura maravilhosa e com cores chamativas. O final me deixou boquiaberta, até já imaginava, mas mesmo assim me deixou chocada! Se você gosta de thriller psicológico, recomendo que leia esse Menina Má, você não vai se arrepender!

“Às vezes, é difícil entender por que tem de haver tanta dor e crueldade nesse mundo. Mas é algo que todos temos que enfrentar.” Pág. 137

Por Amanda Padovan

Anúncios

8 comentários sobre “Resenha de Menina Má – William March

  1. Eu tenho o livro e devo pegá-lo para ler o mais rápido possível, motivado por sua bela resenha. Vou deixar a dica de uma leitura para você: O Anjo mau, da Taylor Caldwell, que conta a história de um garoto psicopata. Vale realmente a pena, se gostou deste tema.
    Um beijo enorme!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Louca pra ler esse livro! Além da capa ser linda né? Darkside arrasa… Gostei da resenha me fez ler o livro nesse momento kkk 😊💕
    Bjinhos… venha me fazer uma visita. Obrigada. Bjinhos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s