Resenha de Arquivos Serial Killers – Louco ou Cruel? – Ilana Casoy

Histórias reais. Assassinos reais.

IMG_3996

Autora: Ilana Casoy         Editora: DarkSide

Sinopse:

A primeira parte de Louco ou Cruel? aborda os serial killers sob diversos aspectos e à luz da Criminologia, do Direito, da Psiquiatria e da Psicologia, e dedica-se a dissecar este universo, analisando como tudo começa, quem são as vítimas, os aspectos gerais e psicológicos, os mitos e as crenças, o perfil do criminoso, a psicologia investigativa, a análise do local do crime e a encenação/organização da cena. Na segunda parte do livro, Casoy apresenta em detalhes 16 casos de serial killers que chocaram e marcaram o século XX, entre eles Albert Fish, Ed Gein, Ted Bundy, Andrei Chikatilo, Jeffrey Dahmer, Aileen Wuornos e o Zodíaco, cuja identidade segue desconhecida até hoje. Histórias que habitam as entranhas da humanidade e o que ela tem de pior: frieza, perversidade e falta de sensibilidade que acabam por produzir o mal em escalas inimagináveis.

Bom, hoje vim falar de um livro um pouco diferente do que estou acostumada a resenhar, mas que sempre me interessou bastante. Sempre tive curiosidade de saber como funciona a cabeça de um assassino, psicopata, serial killer, um tempo atrás até li um livro sobre psicopatas e sociopatas, que explicava a diferença, mostrava suas características e gostei bastante, e já naquela época pesquisei mais sobre esse tema e li sobre a Ilana Casoy, eu trabalhava em uma livraria e uma moça que trabalhava comigo falava muito sobre os livros dela e aguçou minha curiosidade, mas os livros eram difíceis de achar e fui deixando para depois.

E 5 anos depois tomei vergonha na cara (e aproveitei uma promoção) para adquirir o box Arquivos Serial Killers da DarkSide. Comecei lendo Louco ou Cruel?, nele a Ilana Casoy primeiramente vai apresentar as características de um serial killer, os tipos existentes, as fases do ciclo do serial killer, aspectos gerais e psicológicos, vai nos mostrar como eles pensam, o que geralmente aconteceu na infância de um assassino em série, como foi sua criação e como isso refletiu em seus atos. Mas isso é só uma introdução para todo o horror que vamos conhecer na próxima parte.

“Não importa  teoria, serial killers não se enquadram em nenhuma linha de pensamento específica. Na verdade, são um capítulo à parte no estudo do crime” Pág. 20

image

Na segunda parte do livro a autora vai nos apresentar a Galeria do Mal, vamos conhecer 16 casos reais e de crueldade extrema, se você tem estômago fraco, pense bem antes de ler, pois os detalhes são assustadores, vai ter assassinato de bebês e crianças, estupro, canibalismo e muito mais.
Cada caso vai relatar a história do(s) assassino(s), como foi sua infância e depois como era a vida que levavam ser levantarem suspeitas, além disso, a autora descreve como eram os ataques e assassinatos, como foi a investigação e o julgamento, ou, se o caso não foi resolvido, quais são os principais suspeitos.

“(…) serial killers são corretamente descritos como pessoas de “sangue-frio”, insensíveis.” Pág. 39

Dois dos casos relatados são muito conhecidos e já inspiraram filmes e séries, além de outros livros sobre suas histórias e são os casos de Ted Bundy e do Zodíaco.

image

Louco ou Cruel? é um livro perturbador, mas recomendadíssimo para os interessados pelo assunto, riquíssimo em detalhes, o que mostra a trabalhosa pesquisa feita pela autora. A leitura flui bem, mesmo que algumas vezes você tenha que dar uma pausa para respirar. Hahaha
A edição está impecável, o que já é uma marca registrada da DarkSide, as folhas são grossas e amareladas, perfeitas para a leitura, a capa está magnífica e o marcador é lindo também, então se você tem estômago forte e gosta do assunto está esperando o quê? Leia logo!!

Frases de alguns dos assassinos:

“Nós, serial killers, somos seus filhos, seus maridos, estamos em toda parte. E haverá mais de suas crianças mortas amanhã. Vocês sentirão o último suspiro deixando seus corpos. Vocês estarão olhando dentro de seus olhos. Uma pessoa nessa situação é Deus!…” Ted Bundy, conhecido como o “Picasso” dos serial killers.

“Quando eu morrer, quero que meu cérebro seja desmontado pedaço por pedaço, e examinado, de maneira que não haja outros como eu.” Andrei Chikatilo, o “açougueiro” russo.

“Eu sempre tive o desejo de infligir dor aos outros e que os outros infligissem dor em mim. Eu sempre pareci gostar de tudo que doía” Albert Hamilton Fish, o vovô que comia criancinhas.

“Eu deveria ser castrado ou ter um eletrodo colocado em minha cabeça para parar minha estupidez. Eu sou apenas uma alma perdida à procura de libertação da minha loucura.” Arthur Shawcross

Por Amanda Padovan

Anúncios

9 comentários sobre “Resenha de Arquivos Serial Killers – Louco ou Cruel? – Ilana Casoy

  1. Pingback: Leituras de Julho | Nerdíssimos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s