Resenha de O Beijo de Chocolate

Uma história de magia, rivalidade e paixão.

img_6311

Autora: Laura Florand      Editora: Única

Quem Nunca Sentiu Algo Tão Forte Que Pensou Que Só Poderia Estar Enfeitiçado? Na pequena Île Saint-Louis, no coração da romântica Paris, esconde-se uma casa de chá especial e mágica: La Maison des Sorcières. As tias Aja e Geneviève confiaram em sua jovem sobrinha Magalie para ajudá-las na empreitada de encantar os clientes com doces e bebidas que são literalmente feitiços – em especial, o inexplicável chocolate quente de Magalie. A vida seguia tranquila até que o badalado pâtissier Philippe Lyonnais resolve abrir uma filial de sua loja a poucos metros dali. É então que começa uma batalha mais do que apimentada entre os dois doceiros: Magalie tenta punir (e instigar) Philippe com suas xícaras de chocolate quente, e ele a enlouquece com tentações inéditas e cheias de sabor. Magalie, porém, nunca esteve pronta para sentir algo tão forte e, depois de tanto tempo isolada, ao conhecer Philippe vê que não pode mais fugir de quem é e dos seus desejos. Contudo, ele significa o risco de perder tanta coisa… Tudo aquilo que vale mais que um simples – ainda que absolutamente tentador – macaron. Entre a teimosia e o desejo, o doce e o amargo, descubra as emoções que só a paixão com uma boa dose de cacau e magia pode despertar.

Magalie teve uma infância complicada se dividindo entre dois países, sua mãe nunca conseguiu abandonar seus campos de lavanda na França e seu pai era professor nos Estados Unidos, ela cresceu passando temporadas entre um e outro, até que terminou o ensino médio e pôde escolher onde cursar sua faculdade. Ela escolheu Paris, foi trabalhar com suas tias “bruxas” Aja e Geneviève, donas de um lugar que encanta a todos os clientes, literalmente, com seus doces e especialmente o chocolate quente preparado por Magalie.

Tudo ia muito bem, principalmente os negócios, mas a inauguração de uma loja de Philippe Lyonnais, um dos mais famosos pâtissier, pode trazer problemas para a pequena casa de chá das tias de Magalie.

E é assim que começa a guerra entre a moça e Lyonnais, e não só pelos clientes, mas por quem vai se render e experimentar a sobremesa do outro primeiro.

Gostei muito da protagonista, Magalie é uma mulher forte, que não se intimida e luta pelo que quer, não deixa que simplesmente cheguem e ocupem seu lugar. Já o que mais gostei em Philippe é sua insistência, ele não desiste até conseguir o que quer, mesmo que o que queira seja o coração de uma moça tão linda, complicada e teimosa, quanto a sobrinha de Aja e Geneviève.

“Como conseguia fazê-la se sentir tão forte – como se pudesse lutar com um homem duas vezes o seu tamanho – e, ao mesmo tempo, deixá-la estranhamente receosa – como se algum de seus segredos pudesse escapar durante a luta.” Pág. 115

O Beijo de Chocolate é um romance que vai te dar água na boca, só de imaginar as delícias descritas no livro, em um cenário tão lindo como Paris, parece um sonho! Os protagonistas parecem viver como gato e rato, um perseguindo o outro, implicando e tentando persuadi-lo a experimentar sua especialidade, mas o que eles não parecem perceber é que toda essa disputa pode tê-los conectado de outra forma e um sentimento bem diferente nasceu.

Então, se está em busca de um romance que vai te deixar sonhando com chocolates, macarons e Paris, esse livro é para você! Acho bom avisar que o livro contém algumas cenas mais sensuais, mas são bem poucas e não me incomodaram, a leitura flui bem e a história é envolvente e muitas vezes engraçada, acho difícil a protagonista não arrancar pelo menos uma gargalhada do leitor! Hahahaha Além disso, o livro tem um toque de magia que me agradou muito!

“Se ele não fosse quem era, ela podia derreter-se sobre ele bem agora. No entanto, se ele não fosse quem era, Magalie não ia querer derreter-se tanto assim.” Pág 156

Por Amanda Padovan

Anúncios

Resenha de Joyland – Stephen King

Um pequeno conselho: não se aventure na roda-gigante em uma noite chuvosa.

img_6112Autor: Stephen King              Editora: Suma de Letras

Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer. Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria. O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.

Joyland é um parque de diversões pequeno e antigo, então nada mais normal do que carregar uma história assustadora, né?! A lenda desse parque é que o trem fantasma é assombrado pelo espírito de uma garota que foi morta lá há muito tempo.

“Quando se trata do passado, todo mundo escreve ficção.” Pág. 33

Devin Jones, um universitário que começa a trabalhar temporariamente no parque, fica sabendo da história e o interesse aumenta quando descobre que o assassinato realmente aconteceu lá e até o momento não foi solucionado. Será que o parque é assombrado de verdade? O jovem fica ainda mais intrigado quando a “vidente” do parque diz que duas crianças cruzarão seu caminho e que uma delas terá um dom especial. Qual será o papel dessas crianças em sua vida? Além de tudo isso, Devin está lidando com o término dramático com sua namorada.

“Ela não queria mais saber de mim, mas eu não conseguia me imaginar não querendo saber dela.” Pág. 74

Adorei como o autor nos faz “entrar” no mundo dos parques de diversões, usando até mesmo uma linguagem específica de parques, também gostei do protagonista, achei o Devin inteligente e é visível o seu amadurecimento durante a história.

Outro ponto legal foi que o Stephen King conseguiu me surpreender com o final, meu palpite estava errado e não imaginava que aconteceria o que aconteceu.

Enfim, Joyland é um livro com uma pegada de mistério, um pouco de sobrenatural, suspense policial e até mesmo um pouco de drama, então se está esperando um livro de terror, característico do King, é melhor escolher outro, mas se procura uma leitura envolvente e rápida, já que o livro tem apenas um pouco mais de 200 páginas, ele é uma ótima escolha! A edição está super bonita, a Suma de Letras arrasou na capa, é linda, no estilo vintage que está muito ligado com a história.

“As pessoas pensam que o primeiro amor é fofo e que fica ainda mais fofo depois que passa […] No entanto, essa primeira mágoa é sempre a mais dolorosa, a que demora mais para cicatrizar e a que deixa a cicatriz mais visível. o que há de fofo nisso?” Pág. 7

Por Amanda Padovan

Quotes – Todo dia – David Levithan

img_5980

“O corpo é a coisa mais fácil à qual se ajustar quando se está acostumado a acordar em um corpo novo todas as manhãs. É a vida, o contexto do corpo, que pode ser difícil de entender.” Pág. 7

“Todos nós temos mistérios, especialmente quando vistos pelo lado de dentro.” Pág. 8

“A felicidade muito raramente faz parte do meu vocabulário porque, pra mim, é tão efêmera.” Pág. 19

“Enquanto cochilamos, sinto uma coisa que nunca senti. Uma proximidade que não é apenas física. Uma conexão que desafia o fato de que acabamos de nos conhecer. Um sentimento que só pode vir da mais eufórica das sensações: a de pertencer a alguém.” Pág. 25

“A bondade tem a ver com quem você é, enquanto a gentileza tem a ver com o modo como quer ser visto.” Pág. 52

“É muito difícil ter uma noção verdadeira do que é a vida quando se está num único corpo. Você fica tão preso a quem você é. Mas quando quem você é muda todos os dias, você fica mais próximo da universalidade.” Pág. 93

“Ela é meu primeiro e único amor. A maioria das pessoas sabe que o primeiro amor não será o único. Mas, para mim, ela é as duas coisas. Esta vai ser a única chance que vou me dar. Nunca mais vai acontecer.” Pág. 271

Por Amanda Padovan

 

Comprinhas e presentes de Outubro!

img_6327

Bom, eu sei que eu sempre prometo não comprar mais, mas adianta? NÃO! Se tem promoção eu tô lá comprando! Hahahahaha Essas foram as comprinhas do mês, a lista de não lidos só aumenta, mas a de desejados aumenta na mesma proporção, então…. 😀

Os novos moradores da estante são:

À Procura de Audrey

a-procura-de-audrey

Audrey é uma adolescente comum, igualzinha a tantas. Com 14 anos, estuda, se apaixona, entra em conflito com os pais, sonha, confia nas amigas. Até que começa a ser vítima de bullying. No início, parecia apenas uma pequena implicância, mas a provocação vai aumentando. Logo, a menina não consegue mais frequentar o colégio, nem ao menos sair de casa. O diagnóstico? Transtorno de ansiedade social, transtorno de ansiedade generalizada e episódios depressivos.
Com a ajuda da Dra. Sarah, Audrey começa um lento, mas decisivo, caminho rumo à recuperação. E quando conhece Linus, parceiro de games do irmão, ela sente uma ligação. Seu sorriso de gominho de laranja é encorajador, e eles podem conversar sobre tudo: ansiedades, sonhos, medos. Ainda que de forma não muito convencional no início. Mesmo com as ressalvas da médica, a amizade se aprofunda — em meio a visitas ao Starbucks e pequenos desafios. Em pouco tempo, evolui para um romance que vai afetar toda a família. Por fim a normalidade parece apenas a um passo de distância. À procura de Audrey é um romance inspirador sobre família, primeiro amor e depressão.

Gente, quando vi um livro da Sophie Kinsella por R$16,50 na Amazon imagina minha alegria!!! Corri pra comprar!

Joyland

joyland

Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer. Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria. O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.

Ganhei da Bárbara de Dia das Crianças e já li! Queria muito outro livro do Stephen King!

Isla e o final feliz

isla

Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito.
Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias, envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.
Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.

Outra promoção que não dava pra resistir, paguei R$ 9,34 na Saraiva!

A mulher Silenciosa

a-mulher

Jodi e Todd estão juntos há 20 anos e, aparentemente, levam uma vida invejável. Todd é um empreiteiro bem-sucedido que pode bancar alguns luxos, como o enorme apartamento com uma vista deslumbrante para o lago, um Porsche (dele) e um Audi (dela) na garagem, e o estilo de vida de Jodi. Psicoterapeuta, ela atende em casa apenas dois clientes por dia, e tem tempo de sobra para as sessões de pilates, as aulas de arranjos florais, os passeios com Freud, o golden retriever do casal, e o preparo das refeições gourmet de que tanto gosta. Jodi ainda fica ansiosa ao ouvir a chave do marido abrindo a porta. Todd diz que nunca encontrará uma mulher igual a ela.

Essa fachada perfeita, porém, está prestes a ruir. Todd é um adúltero incurável, e Jodi sabe disso. Ela é a esposa silenciosa, preparada para tolerar as traições do marido com o intuito de manter as aparências. Até que Todd sai de casa — para viver com uma mulher com metade da idade dela, filha de seu melhor amigo. Magoada, humilhada e, por fim, financeiramente abalada, Jodi começa a contemplar o assassinato como uma opção razoável.

Contado alternadamente nas perspectivas dele e dela, A mulher silenciosa é um livro sobre um casamento à beira do fim, um casal na direção da catástrofe, concessões que não podem ser feitas e promessas que não serão cumpridas. Um thriller psicológico sofisticado, que seduz o leitor desde a primeira página.

Já vi alguns comentários positivos sobre esse livro, então quando vi o preço na Saraiva resolvi levar também, R$ 9,34.

Surpreendente

surpreendente

Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

Esse livro sempre me deixou curiosa, tem muitas fotos rodando no Instagram, quando vi por R$ 4,62 na Saraiva já coloquei no carrinho também!

Encontrada

encontrada

Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava.
As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar — e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva.
Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria.
Em Encontrada: À espera do felizes para sempre, Carina Rissi traz de volta o mundo apaixonante de Ian e Sofia, nos permitindo mergulhar mais uma vez nesta maluca e envolvente história de amor.

Eu estava doida atrás desse livro! Sou apaixonada pela escrita da Carina Rissi, então quando vi que entrou na promoção da Amazon já corri pra pedir o meu! R$ 19,90.

Tudo e todas as coisas

tudo-e-todas

Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano.
Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly.
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.

Uma história que chamou muito minha atenção, fora essa capa que eu acho maravilhosa! Estava por R$ 8,80 na Amazon!!

Os bons segredos

os-bons-segredos

Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho.

Estou louca para ler alguma coisa da Sarah Dessen, aproveitei essa promoção da Amazon pra comprar esse por R$ 17,45.

A Verdade sobre Nós

a-verdade

Madelyn Hawkins está cansada. Cansada de ser sempre perfeita. Cansada de tirar A em tudo. Cansada de seguir à risca os planos que os pais fizeram para ela. Madelyn Hawkins está cansada de ser algo que não é, algo que não quer ser. E então ela conhece Bennet Cartwright. Inteligente, sensível, engraçado. A seu lado, ela se sente livre e independente. Uma história que poderia muito bem ter um final feliz, não fosse por um detalhe: Maddie tem apenas 16 anos, e Bennet, além de ter 25 anos, é seu professor. Pressionada pelos pais a participar de um programa para jovens talentos, Maddie pula dois anos do Ensino Médio e vai direto para a faculdade, onde conhece e se apaixona pelo professor de biologia. O sentimento é recíproco, e para dar uma chance àquele novo relacionamento que lhe faz tão bem, ela decide não contar para Bennet sua idade. Não demora muito para que as coisas comecem a dar errado, e as consequências da farsa de Maddie ganham contornos devastadores quando a verdade vem à tona.

Esqueci de colocar esse na foto! Hahahahaha Mas comprei junto com os outros da Saraiva por R$ 9,34. Confesso que comprei porque gostei da capa. Hahahahahah

Private Londres

private

Quando os ricos e famosos estão em apuros, a primeira ligação deles não é para os serviços de emergência. Eles ligam para a Private.
Para muitas pessoas, um minuto pode ser pouco tempo. Mas foi suficiente para Jack Morgan falhar em salvar a mãe de Hannah Shapiro. Impotente e com medo, a jovem de 13 anos viu a mãe ser morta quando o pai não pagou o resgate aos sequestradores. E, embora tenha sobrevivido, guardou aquele pesadelo na memória por sete anos.
Mas isso foi antes da Private. Antes de Jack Morgan ter recursos.
Com clientes de elite, a agência se expandiu, abrindo filiais no mundo inteiro. Com um seleto time de investigadores e equipamentos de última geração, a Private é uma rede bem-estruturada e Jack saberá usá-la para a proteção de Hannah. Para isso, ele convoca Dan Carter, responsável pelo escritório da Private em Londres, como guardião de Hannah, agora uma mulher de 20 anos, estudante de psicologia.
O plano não podia dar errado – até Hannah e as amigas, incluindo a afilhada de Carter, serem atacadas em frente à universidade. Quando Hannah é mais uma vez sequestrada e sua afilhada entra em coma, Dan Carter descobre que os sequestradores são profissionais, alguém está vazando informações e a questão é pessoal.
O pesadelo recomeçou.

Porque sempre é bom comprar James Patterson! Hahahaha Achadinho das Americanas, R$ 9,99.

Lua de Mel

lua-de-mel

Uma vida que parece um conto de fadas.
Linda, sexy e bem-sucedida, Nora Sinclair é desejada pelos homens e invejada pelas mulheres. E sua vida tem tudo para ficar ainda mais perfeita quando seu namorado, o atraente e rico Connor Brown, pede sua mão em casamento. Mas o que para muitos seria o começo do “felizes para sempre”, para Nora é a contagem regressiva para “até que a morte os separe”.
Uma sucessão de acontecimentos misteriosos.
Coisas muito estranhas ocorrem às pessoas próximas a Nora, principalmente aos homens que entram em sua vida. E isso acaba despertando o interesse do FBI. Sarcástico, malicioso e implacável, o agente John O’Hara é esperto o suficiente para saber que belas fachadas podem esconder grandes perigos. Se há algo de errado com Nora, ele é o homem certo para descobrir.
Um detetive dividido entre a justiça e a obsessão.
Mas a primeira coisa que O’Hara vai aprender é que Nora não seduz os homens, simplesmente. Ela os domina. Quanto mais tempo o agente passa perto dela, mais confuso se sente, até já não ter certeza se ainda está em busca da verdade ou se virou prisioneiro de uma atração que pode ser fatal.

James Patterson de novo e também por R$ 9,99 na Americanas.

Pela luz dos seus olhos

pela-luz

Laura Vincent cresceu entre o mar e as macieiras da Normandia. Passou a adolescência à sombra da irmã mais velha. Agathe – a bela – era admirada e disputada por todos os garotos da cidade; Laura – a pequena – passava as noites em casa, lendo romances. Mas o destino preparou uma surpresa para Laura. Trabalhando como assessora de imprensa de músicos, ela recebe, no dia seguinte ao seu aniversário de 26 anos, a visita do agente de um dos tenores mais famosos do mundo. Ela é requisitada para ser guia dele e seu chefe não deixa margem para discussão. Rico e bem-sucedido, Claudio Roman viaja pelo mundo emocionando plateias com sua voz. Fã de banquetes, bebedeiras e belas mulheres, ele parece ter tudo o que quer, porém seu comportamento esconde a amargura de nunca poder interpretar Alfredo, em La Traviata, por causa de um ataque criminoso que lhe custou a visão. Laura está preparada para lidar com um homem difícil e arrogante, mas, assim que ouve Claudio cantar pela primeira vez, ele toca seu coração. Aos poucos, mais do que sua guia, ela se torna também a confidente das noites sombrias de angústia. Como ela nunca lhe pede nada em troca de seu apoio, Claudio promete lhe dar qualquer coisa. No momento certo, ela cobra a promessa: quer que o cantor se submeta a um transplante de córnea capaz de lhe restituir a visão de um dos olhos. Apaixonada e convencida de que Claudio não precisará mais dela quando voltar a enxergar, Laura vai embora sem se despedir e sem dar a ele a oportunidade de vê-la. Será que Claudio saberá lidar com essa decisão? Ou ele vai enfim perceber que sempre lhe faltou o alimento mais essencial à vida: o amor?

Fiquei curiosa pela história, vamos ver se é boa! Também R$ 9,99 na Americanas.

Biblioteca de almas

biblioteca

“Biblioteca de Almas” é o último volume da celebrada trilogia iniciada com O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares. Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada.
Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes da fortaleza dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas.
Partindo da Londres dos dias atuais, o grupo vai percorrer as ruelas labirínticas do chamado Recanto do Demônio, uma complexa fenda temporal que abriga todo tipo de vícios e perversões. É ali que o destino de peculiares de toda parte será decidido de uma vez por todas. Tal como os volumes anteriores da série, “Biblioteca de Almas” une fantasia, aventura e sombrias fotografias de época para criar uma experiência de leitura única.

Presentinho mais que especial do namorado! Primeiro livro que ganho dele e se estão se perguntando o porquê de ter dois iguais, vou dizer! Porque um foi cortado pra ele colocar nossas alianças de namoro! ❤ Como resistir a tanta fofura??? Aí ele me deu um inteirinho pra ler, né?! HAHAHAHAHA

img_6012

E como foram as comprinhas de vocês?? Muita coisa?

Por Amand Padovan

Resenha de Todo Dia – David Levithan

“Todo dia uma nova vida. Todo dia uma pessoa diferente. Todo dia a paixão pela mesma garota.”
img_5870
Autor: David Levithan                   Editora: Galera Record
Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.
“A” tem leva uma vida bem diferente, todo dia acorda em um corpo de outra pessoa, a cada dia uma nova vida, uma nova família, um novo nome e um gênero diferente, tem sido assim por 16 anos e as únicas coisas certas são que os corpos tem sempre a sua idade e que nunca acorda duas vezes no mesmo corpo.
“A felicidade muito raramente faz parte do meu vocabulário porque, pra mim, é tão efêmera.” Pág. 19
Sua vida era simples, acordar, puxar as memórias de seu hospedeiro e tentar fazer o que ele fazia normalmente, tentando passar despercebido pelos familiares e amigos, até que “A” acorda no corpo de Justin e conhece Rhiannon. A menina desperta um sentimento diferente em “A” e a vontade de ficar mais de um dia com uma pessoa, mas como fazer isso se a cada dia você está em outro corpo? Será que uma relação pode ser construída assim?
“Enquanto cochilamos, sinto uma coisa que nunca senti. Uma proximidade que não é apenas física. Uma conexão que desafia o fato de que acabamos de nos conhecer. Um sentimento que só pode vir da mais eufórica das sensações: a de pertencer a alguém.” Pág. 25
img_5980
A história criada por David Levithan é totalmente diferente de tudo que eu li até hoje, o que me fascinou e envolveu de um jeito maravilhoso. O livro te faz refletir muito, primeiramente por “A” não ter um gênero, por acordar sempre em um corpo diferente, às vezes menino, às vezes menina, e para ele não tem importância, ele é simplesmente uma alma e não um gênero.
Outro ponto legal para refletir é a qualidade que “A” tem para lidar com os problemas, obstáculos e com os altos e baixos da vida, mesmo tendo apenas um dia para lidar com isso. Em um dia ele está vivendo uma vida maravilhosa no corpo de alguém com uma família perfeita e amigos legais, em outro passa o dia no corpo de uma pessoa com muitos problemas e que pensa constantemente em suicídio, em um dia é um garoto popular e em outro um nerd sem amigos, mas “A” consegue lidar com isso e até mesmo tentar ajudar.
img_5959
Só senti falta de algumas respostas, fiquei curiosa sobre algumas coisas na história que ficaram em aberto, fiquei esperando até o final para entender, mas o livro acabou e a dúvida ficou. Apesar disso, “Todo dia” é um livro incrível, uma história diferente e criativa, envolvente e maravilhosa. Um livro sobre um amor sincero e que te fará refletir bastante. Recomendadíssimo!
“É muito difícil ter uma noção verdadeira do que é a vida quando se está num único corpo. Você fica tão preso a quem você é. Mas quando quem você é muda todos os dias, você fica mais próximo da universalidade.” Pág. 93
Por Amanda Padovan

Quotes de Fazendo meu Filme 2 – Fani da terra da rainha

img_5814

“Aquela voz fez com que eu ficasse, ao mesmo tempo, extremamente feliz, pois ela é o som preferido dos meus ouvidos, as também morrendo de tristeza, pois eu queria tanto, tanto estar com ele, mais do que tudo nessa vida; entretanto, isso só seria possível dali a vários meses.” Pág. 60

“Contraditoriamente, você – a pessoa que mais me faz feliz no mundo – naquele momento era também a que me fazia mais triste.” Pág. 73

“Não existe nada no mundo mais bonito que você. Nada tem mais graça que o seu sorriso. Nada é maior do que o amor que eu sinto.” Pág. 73

Mas se vocês forem mesmo destinados um para o outro, eu te garanto: pode demorar o tempo que for, mas, no momento do reencontro, será como se o tempo não tivesse passado.” Pág. 96

“Devemos dar uma chance para a felicidade em qualquer lugar que estejamos…” Pág. 230

As “dores de amores” irão te acompanhar para sempre. Não sofrer significa não amar. Quando entregamos nosso coração para alguém, estamos atestando que não somos mais os únicos responsáveis por ele, nossa felicidade passa a estar também nas mãos de outra pessoa.” Pág. 276

Por Amanda Padovan