Resenha Tudo e todas as coisas – Nicola Yoon

“Lá dentro está tudo o que ela conhece, e lá fora tudo o que deseja.”

img_6644

Autora: Nicola Yoon           Editora: Novo Conceito

“Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.

Maddy sofre de uma doença muito rara, chamada IDCG – Imunodeficiência Combinada Grave, o que quer dizer que qualquer coisa pode causar uma reação alérgica na menina e até matá-la, por isso Maddy nunca saiu de casa, ela só tem contato com Carla, sua enfermeira, e com a mãe, que também é sua médica. Ela estava acostumada a viver em sua casa esterilizada, com equipamentos que filtram o ar, plantas de mentira e aulas online, até que vê Olly, um garoto se muda para a casa vizinha e imediatamente desperta seu interesse. Naquele momento ela já sabia que seria impossível qualquer tipo de contato com ele, mas que Olly teria um papel importante na sua vida.

“Meus olhos não são detidos por uma parede ou uma porta. Posso ver o início e o fim dos tempos. Dali, posso ver o infinito.
Pela primeira vez em muito tempo, desejo mais do que aquilo que tenho.” Pág. 83

Primeiramente tenho que falar que me apaixonei pela capa desse livro, foi o principal motivo de tê-lo comprado, senti que precisava tê-lo em minha estante! Hahahahaha Depois, lendo a sinopse, me interessei pela história, já tinha ouvido falar sobre essa doença em que a pessoa tem que praticamente viver em uma bolha e o tema despertou minha curiosidade, mas o que eu não esperava era que a história fosse tão leve e divertida!

Geralmente livros que tratam de doenças tão graves quanto essa tendem a ser tristes, mas a autora conseguiu escrever de uma forma delicada, envolvente e muito criativa, incluindo ilustrações, um dicionário da protagonista e outras coisas que deixaram a leitura muito mais gostosa.

“-A vida é um dom. Não se esqueça de vivê-la.” Pág. 140

img_6549

Como o próprio nome diz, Tudo e todas as coisas tem TUDO: drama, decepção, amizade, perda, superação e uma linda história de amor, é aquele tipo de livro que você tem certeza que todo mundo vai gostar, que você lê em um dia, mas que te faz refletir por muito tempo depois, aquela história que vai ficar guardadinha no seu coração e te dar aquele sentimento bom quando lembrar dela, então não percam a chance de se apaixonarem por esse livro também!

“Quero lhe contar que é por causa dele que estou aqui fora. Que o amor faz com que o mundo se abra.
Eu era feliz antes de conhecê-lo. Mas agora estou viva e isso não é a mesma coisa.” Pág. 177

Por Amanda Padovan

Anúncios

14 comentários sobre “Resenha Tudo e todas as coisas – Nicola Yoon

  1. Já vi essa capa várias vezes e sempre me encantei, mas nunca procurei saber sobre o que livro se trata, mas lendo agora a história, eu simplesmente adorei. E essa doença da garota, acho que é a mesma daquele menino do filme que vive uma bolha, literalmente rs. E deve ser uma experiência legal, a autora ter abordado de uma forma não tão triste a doença, mas com outros olhares, já quero ler.
    Trouxa do Livro

    Curtir

  2. Oi Amanda. Eu nunca tinha pesquisado nada sobre essa livro, apesar de achar essa capa linda, agora que li adorei saber que ele é leve apesar do tema, e divertido, e a história parece ser interessante. Quem sabe ele não entra na lista de leitura para 2017? Gostei muito da resenha, parabéns.
    PS: Adorei as fotos.

    Beijos!!!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Parece ser legal, lendo sua resenha me lembrei daquele filme Jimmy Bolha, que é com o Jake Gyllenhaal ainda adolescente. Acho que deve ser horrível viver assim, sem contato nenhum com o mundo exterior, sem poder ter amigos, sair para passear… sei la… estranho… fiquei curiosa pra saber como ela vai interagir com o Olly.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Oi Amanda, sua linda, tudo bem?
    É chocante demais pensar que é uma doença real, imaginar que existem pessoas presas a uma bolha como a personagem. Que tipo de vida se pode esperar de uma doença como essa? Realmente, me surpreendi com a informação de que o livro é divertido e bem leve. E ao mesmo tempo especial, daqueles que marcam a ponto de guardarmos no coração. Parece ser lindo, fiquei louca para ler. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

  5. Oiee Amanda ^^
    Eu não sabia o que esperar deste livro quando comecei a lê-lo, mas fiquei muito surpresa quando fui fisgada pela história e me encantei pelos personagens. Mas fiquei chocada com alguns acontecimentos, e com raiva também…haha’ a capa é mesmo linda ♥
    MilkMilks ♥

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s