Resenha Antes que eu vá

IMG_8269

Autora: Lauren Oliver          Editora: Intrínseca

SINOPSE:

Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta — da melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha desvenda o mistério que envolve sua morte — descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. … Em uma noite chuvosa de fevereiro, Sam é morta em um acidente de carro horrível. Mas em vez de se ver em um túnel de luz, ela acorda na sua própria cama, na manhã do mesmo dia. Forçada a viver com os mesmos eventos ela se esforça para alterar o resultado, mas acorda novamente no dia do acidente. O que se segue é a história de uma menina que ao longo dos dias, descobre através de insights desoladores, as consequências de cada ação dela. Uma menina que morreu jovem, mas no processo aprende a viver. E que se apaixona um pouco tarde demais.

Sam já foi uma daquelas pessoas de quem os populares riem, mas isso mudou, agora ela faz parte dos populares, namora o bonitão da escola, tem as amigas que fazem sucesso entre os alunos e estão nas melhores festas. E é depois de uma dessas festas que Sam morre, mas ela não vê a luz, nem relembra os momentos mais marcantes da sua vida, ela simplesmente acorda e esta novamente no dia do acidente e o dia todo parece um grande déjàvu.

“Fecho os olhos e prometo a mim mesma que jamais me esquecerei daquele momento: do som da risada das minhas amigas, do calor de tantos corpos e do cheiro de chuva.”

O que ela não imaginava é que ia reviver sete vezes seu último dia de vida, e a cada dia ela tem a oportunidade de mudar alguma coisa, tentar melhorar, se desculpar e talvez até se apaixonar.

Antes que eu vá tem uma linguagem simples, com personagem que não foram feitos para nos encantar, a protagonista apesar que não ser tão má, não é um anjo também, muitas vezes se mostrou egoísta, fútil e indiferente, mas não é a única, os personagens secundários seguem a mesma linha, até os personagem que sofriam com o bullying são cheios de defeitos. Ao longo do livro percebemos e começamos a entender os personagens, seus medos e inseguranças e nos dá a chance de refletir sobre as consequências de cada ato, de cada escolha que fazemos.

A leitura não foi tão rápida quanto planejei, por várias vezes as personagens me irritaram fortemente, ou achava a história um pouco repetitiva (obviamente por ser sete vezes o mesmo dia), mas em nenhum momento pensei em desistir da leitura.

“Gosto de pensar em como a vida é engraçada: como tanta coisa muda. Como as pessoas mudam.”

O livro de Lauren Oliver é sobre segundas chances, porque é isso que Sam tem, uma segunda chance, a chance de resolver coisas do passado, de se conhecer, de conhecer seus amigos, a chance de se libertar de qualquer culpa que possa carregar. Não posso dizer que entrou para minha lista de favoritos, mas foi uma leitura agradável e que me rendeu bons momentos de reflexão.

“Eis uma coisa que aprendi naquela manhã: se você ultrapassa um limite e nada acontece, o limite perde o sentido.”

Agora o motivo de ter colocado essa leitura na frente de todas as outras é que vai sair o filme! Eu adoro ler o livro antes de assistir ao filme, pois consigo me conectar melhor com a história. E aí, alguém já leu? Ou planeja ver o filme?

Por Amanda Padovan

Anúncios

Resenha Os 13 porquês

img_7725

Autor: Jay Asher         Editora: Ática

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes. Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes. Nas fitas, ela explica que 13 motivos a levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Eu sempre tive vontade de ler esse livro, mas quando vi o trailer da série não pude mais esperar, comecei na hora!

Clay Jensen recebe sete fitas cassetes que mudarão sua vida, em cada lado de cada fita Hannah, a menina por quem foi apaixonado, conta os 13 porquês de ter se suicidado, e cada porquê tem uma pessoa  como responsável. A regra é clara, cada um receberá as fitas, terá que ouvir o motivo de estar nela e passar para a próxima pessoa.

O mais engraçado dessa história é que desde o começo você sabe que Hannah está morta e mesmo assim você torce para que no final alguma coisa aconteça e ela apareça sã e salva. Porém esse não é um livro sobrenatural, nem de fantasia, então nem adianta ter esperanças, tá?

Esse livro te faz pensar nas suas ações, coisas pequenas, ou nem tão pequenas assim que podem magoar uma pessoa e ser um motivo a mais para que ela decida cometer um ato tão extremo. E quantas Hannahs não existem por aí, né? Quanta gente passa por situações difíceis na escola, no trabalho, na família, com quantas Hannahs você já pode ter cruzado na rua?

Os 13 porquês também te faz refletir sobre as pessoas que ficam, as pessoas que tiveram contato com um suicida, que participaram de sua vida e não perceberam que ele cometeria tal ato.

É uma leitura que flui rapidamente e que te deixa totalmente curioso para saber quais são os 13 motivos, que te deixa emocionado com os relatos da protagonista e muitas vezes com raiva do que aconteceu com ela. Uma leitura que recomendo demais, principalmente para quem está na escola, onde na maioria das vezes rola bullying e boatos falsos que podem levar a depressão se o jovem não tiver amparo e apoio da família, amigos e de profissionais.

Então, se você pretende ver a série, dá uma lida antes, e se não vai assistir, leia assim mesmo, pois tenho certeza que vai te gerar muita reflexão!

Vou deixar o trailer aqui pra dar mais vontade:

Por Amanda Padovan

Comprinhas no Aliexpress

Oi gente!!

No final do ano fiz algumas comprinhas no Aliexpress e como achei algumas coisas interessantes resolvi mostrar para vocês! O que ainda estiver disponível vou colocar os links, tá?

Case à prova d’água

Link

Ultimamente tenho ido muito a piscina e, às vezes, dá aquela vontade de tirar uma foto, ou dar uma olhadinha nas redes sociais, mas morro de medo de molhar, então resolvi comprar essa pra Iphone 6, parece ser bem resistente, só não tive coragem de molhar pra ver ahahahahahha, mas achei um problema, não deu certinho na frente e tampa um pedaço da câmera frontal, resultado: só dá pra usar a traseira.

Case resistente

Link

Bom, o medinho não é só de molhar, é de derrubar também, então comprei essa que na descrição dizia ser muito resistente, não achei tão forte assim, mas estou usando. Hahahahhaha

Case plástica a prova d’àgua

IMG_8228

Link

Já tinha visto muito dessas lá em Foz do Iguaçu, mas achei muito caras, 30, 40 reais por um pedaço de plástico, então resolvi comprar no Ali, muito mais barato, já usei, só achei meio difícil de enxergar alguma coisa com ela. Hahhahahahha

Case com luz

Não existe mais o que eu comprei, mas achei esse link.

Eu estava louca por essa capinha, achei muito legal pra ambientes escuros, como restaurantes, barzinhos, cinema, no carro, ideal para selfies, já usei e aprendi que dá para deixar a luz mais fraca, mais forte, fazer piscar. Adorei!

Bloquinho de cachorro com casinha

Link

Adoro coisas fofinhas e comprei esse bloquinho só por isso, a parte de trás é uma casinha e os papéis são em formato de cachorrinho, é muita fofura!

Marcador de trechos de dedinhos

Link

Mais uma coisa que compro sempre são esses adesivos para marcar trechos de livros, esses são em formato de dedinhos e são ótimos pra quem lê bastante.

Bloquinho

Link

Esse conjuntinho é lindo, vem um bloquinho de um lado e do outro essas tags que são muito úteis pra marcar trechos de livros!

Marcador de páginas com ímã

Link

Sou apaixonada por marcadores de páginas e coleciono, então quando vi esse tive que comprar, ele é de ímã e prende na folha.

Capa para Kindle

Link

Quem acompanha o blog já viu que comprei um Kindle e estou adorando, antes de comprar já vinha procurando capinhas para ele, mas aqui é muito caro, era quase metade do preço do próprio Kindle, então achei essa linda no Aliexpress e não resisti, veio até com essa canetinha!

Cofrinho de Panda

Como foi presente, não tenho o link, mas achei esse no site.

Esse foi um presente do meu namorado e fiquei muito apaixonada!! É um cofrinho lindo com um pandinha que puxa a moedinha! É perfeito!!

E aí, gostaram das comprinhas? Já compraram alguma coisa no site, também??

Por Amanda Padovan

5 motivos para começar a assistir agora Santa Clarita Diet

Oiii nerds!

Faz tempo que não venho aqui falar de séries, né? Aproveitei o carnaval pra colocar algumas em dia e começar outra e a escolhida foi Santa Clarita Diet!

santa-clarita-diet

Assisti a 1ª temporada em 2 dias e vou dar alguns motivos para você assisti-la também:

  • É muito engraçada

Pode ser difícil imaginar uma série de zumbi engraçada, mas essa é! A série tem um humor ácido e irônico, com piadas de duplo sentido e muitos palavrões.

  •  É original

A protagonista é um tipo de morto-vivo diferente, ela vive sua vida normal, a única diferença é que mata pessoas para se alimentar, mostra um lado humano dos zumbis, é a história de uma família tentando se adaptar a vida com uma mãe zumbi.

  • Drew Barrymore e Timothy Olyphant

A Drew estava sumidinha né? Mas veio com tudo na série e seu par, o Timothy, é perfeito também, não tem como não se apaixonar pelo casal!

  • Apesar de todo o sangue é uma linda história de amor

É tem sangue, bastante! A Drew come pés, dedos, faz vitaminas, mas no fundo é só uma mãe querendo cuidar da sua família como sempre, e o Timothy nunca a deixa sozinha, está sempre ao seu lado apoiando-a e tentando achar a cura, além disso, contam com a ajuda da filha do casal. Enfim, uma família tentando levar uma vida normal, ou quase normal.

  • Curta e objetiva

Sem esse negócio de enrolação, Santa Clarita Diet tem apenas 10 episódios e cada um com 30 minutos em média, não é daquelas que te deixa cansado, dá pra maratonar em um dia!

E aí? Ficou animado para assistir? A 1ª temporada já está na Netflix, então corre pra ver! Vou deixar aqui um vídeo do Fábio Junior falando sobre essa história de amor:

Leituras do Mês – Fevereiro 2017

Olá gente!!!

Como passaram o mês? E o feriadão? Pularam muito carnaval?? Aqui foi bem tranquilo, aproveitei para ler um pouco, mas confesso que assisti mais séries do que li. 😀

Bom, vou mostrar quais foram as leituras do mês:

Até você ser minha

img_7664

A assistente social Claudia Morgan-Brown está prestes a realizar o sonho de sua vida: vai dar à luz uma menininha. Apesar da ausência do marido ao longo da gravidez – James é oficial da Marinha e fica semanas e até meses longe de casa –, ela mal pode esperar para segurar seu bebê nos braços após várias tentativas e perdas.
Porém, as diversas tarefas de Claudia, além da responsabilidade de cuidar dos gêmeos Oscar e Noah, filhos do primeiro casamento de James, deixam o casal preocupado. A próxima partida de James se aproxima, e eles decidem contratar uma babá.
Zoe Harper quer muito o emprego. Com as melhores recomendações, ela conquista os gêmeos e se muda para o lar do casal. Mas Claudia logo percebe que a mulher tem outros motivos para se aproximar da família.
As suspeitas de Claudia se transformam em verdadeiro terror quando começa a ocorrer uma série de ataques brutais a mulheres grávidas na cidade. Imersos em problemas familiares, os investigadores Lorraine Fisher e Adam Scott são forçados a deixar suas questões de lado e correr contra o tempo para encontrar o assassino antes que ele cometa mais um crime.
Uma narrativa repleta de reviravoltas, Até você ser minha traz os desejos humanos mais intensos e mostra quão longe alguém pode chegar para conseguir o que quer.

Adorei esse livro, é um daqueles que o final te surpreende, sabe? Tem resenha dele aqui já.

Social Killers

img_8070

Social Killers – Amigos Virtuais, Assassinos Reais é um livro assustadoramente verdadeiro. Seus autores, J. J. Slate e R. J. Parker, reúnem alguns dos casos mais angustiantes de criminosos que usaram as redes sociais para se aproximar de suas vítimas. Torturadores, stalkers, predadores sexuais, canibais, assassinos. A lista, infelizmente, não é pequena. E novas solicitações de amizade continuam chegando a cada dia.

Parker e Slate deixam claro que esse não é um fenômeno novo. Muito antes da internet, criminosos usavam classificados de jornal para descobrir e atrair suas presas. Mas o anonimato da web permite que cada vez mais lobos usem roupas de cordeiro nas suas fotos de perfil.

Mas existe luz no fim do túnel. Analisando mais de trinta casos famosos, os autores demonstram como as forças da lei estão usando, com sucesso, as novas ferramentas de comunicação para investigar e prender foras da lei e desmantelar quadrilhas. E ainda ensinam dicas de segurança. Social Killers – Amigos Virtuais, Assassinos Reais é um alerta para todos nós, que passamos tanto tempo conectados.

Quem acompanha o blog sabe que me interesso bastante por esse tema e por isso estava curiosa sobre esse livro. Já tem resenha aqui também.

Poliana

poliana

Depois da morte de seu pai, “Poliana”, então com dez anos e já órfã de mãe, tem que ir morar com tia Paulina, uma solteirona rica, severa e pouco afetuosa. No entanto, a vida da cidadezinha de Beldingsville muda com a chegada desta que se tornou a personificação do otimismo na literatura ocidental. “Poliana” sempre tenta pôr em prática algo que o pai lhe ensinou: o jogo do contente, que nada mais é que a tentativa de se posicionar de maneira positiva frente a todas as adversidades.

Ai gente, faz tanto tempo que eu quero ler esse livro! Finalmente tomei vergonha na cara e li. Adoreeeei!

E foram essas as leituras do mês, quais foram as de vocês?

Por Amanda Padovan