Resenha Mr. Mercedes – Stephen King

IMG_7195

Autor: Stephen King             Editora: Suma de Letras

Ainda é madrugada e, em uma falida cidade do Meio-Oeste, centenas de pessoas fazem fila em uma feira de empregos, desesperadas para conseguir trabalho. De repente, um único carro surge, avançando para a multidão. O Mercedes atropela vários inocentes, antes de recuar e fazer outra investida. Oito pessoas são mortas e várias ficam feridas. O assassino escapa. Meses depois, o detetive Bill Hodges ainda é atormentado pelo fracasso na resolução do caso, e passa os dias em frente à TV, contemplando a ideia de se matar. Ao receber uma carta de alguém que se autodenomina o Assassino do Mercedes, Hodges desperta da aposentadoria deprimida, decidido a encontrar o culpado. Mr. Mercedes narra uma guerra entre o bem e o mal, e o mergulho de Stephen King na mente obsessiva e psicótica desse assassino é tão arrepiante quanto inesquecível.

O detetive Bill Hodges se aposentou, mas nunca conseguiu esquecer os casos não resolvidos que deixou para trás, então passa os dias em frente a televisão com a arma do pai pensando em acabar com a sua vida, até que recebe uma carta, o remetente se autodenomina o Assassino do Mercedes, um dos caras que ele não pegou, um assassino que dirigiu um mercedes e atropelou várias pessoas em uma feira de empregos.

E é nesse momento que Hodges decide que vai resolver esse caso e pegar o bandido, mesmo já estando aposentado. Mal sabe ele que o que Brady, o Assassino do Mercedes, tem em mente é fazer com que o detetive aposentado se suicide.

Quem atingirá seus objetivos, o velho detetive ou o assassino maluco?

“A maioria das pessoas recebe Botas de Chumbo quando criança e precisa usá-las pelo resto da vida. Essas Botas de Chumbo são chamadas de CONSCIÊNCIA. Não tenho isso, então me permito fazer muito mais coisas do que a Galera Normal.” Pág. 29

Achei o início do livro um pouco parado, mas conforme vamos conhecendo melhor os personagens a história vai ficando mais envolvente, o detetive Hogdes é um cara que se dedicou totalmente ao trabalho, deixando de lado até mesmo a família, e acabou ficando sem nada depois da aposentadoria. Já Brady é completamente louco, gosta de lembrar que foi o responsável por várias mortes e se sente bem vendo o sofrimento alheio.

Mr. Mercedes é mais um livro incrível do Stephen King, é dividido em partes e tem capítulos curtos e rápidos de ler. A capa é bem simples, mas muito bonita e as folhas amareladas facilitam a leitura. É o primeiro volume da trilogia e foi um ótimo começo, mal posso esperar para ler os outros!

“É que de vez em quando eu esbarro em alguém com a cabeça mais fodida do que a minha – responde ela. – Isso me alegra. É horrível, eu sei, mas não consigo evitar. ” Pág. 351

Por Amanda Padovan

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha Mr. Mercedes – Stephen King

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s