Quotes de Lembra de mim? Sophie Kinsella

IMG_9045

Quero esta vida, é o pensamento que surge em meu cérebro. Ela me pertence. Eu mereci. Não vou deixá-la escapar por entre os dedos.” Pág.90

 

“Enquanto seguimos para a porta agarro-me ao seu paletó caro, deixando a sensação aliviar meus nervos abalados. Este é meu marido. É por ele que estou apaixonada. Esta é a minha realidade.” Pág. 210

 

“Lexi, você não faz ideia da falta que eu sinto, está me rasgando por dentro, não ficar com você…” Pág. 239

 

“O negócio com relação a desistir é que nunca sabemos. Nunca sabemos se poderíamos ter conseguido. E estou farta de não saber sobre a minha vida.” Pág. 241

Por Amanda Padovan

 

Anúncios

Resenha Lembra de mim? Sophie Kinsella

IMG_9045

Autora: Sophie Kinsella             Editora: Record

Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória.

Lexi tem um emprego mediano, um namorado sem noção, amigas incríveis,  uma falha nos dentes e um corpo normal, mas vê sua vida virar de cabeça para baixo quando acorda em um hospital, com o corpo, rosto e dentes perfeitos, casada e sem saber o que aconteceu nos últimos 3 anos da sua vida.

Ela descobre que se tornou chefe do seu departamento e está casada com um homem lindo, inteligente, gentil e rico. O que mais poderia querer, né?

Bem, a vida que parece perfeita, aos poucos se mostra problemática, Lexi não se conhece mais, seus gostos mudaram, seus amigos também e parece que não terá sua memória de volta tão cedo.

Lembra de mim? era um livro que eu já queria faz tempo e Sophie não me desaponta né?! Não é meu favorito dela, mas dei muitas risadas com as trapalhadas da Lexi. É um daqueles livros que você não consegue parar de ler, a cada folha que eu virava aumentava mais a vontade de saber como a história terminaria e se a memória voltaria.

Quero esta vida, é o pensamento que surge em meu cérebro. Ela me pertence. Eu mereci. Não vou deixá-la escapar por entre os dedos.” Pág.90

Gostei muito da Lexi e da forma que ela agiu depois da amnésia, a forma como ela tenta se tornar uma pessoa melhor e não aceita o fato de ter se tornado a naja, ou chefe vaca-do-inferno. Além disso, o livro deixa a mensagem que nem tudo o que parece perfeito realmente é, e que dinheiro e o emprego dos sonhos não vai te trazer felicidade se você não estiver se sentindo bem com quem você é.

O maior problema que encontrei no livro foi a família da protagonista, um pior que o outro! Com uma família dessas, quem precisa de inimigo?? Hahahaha

Enfim, não é uma história muito original, mas a escrita da Sophie é tão incrível e divertida que vale muito a pena, se você gosta de chick-lit ou é fã da autora, assim como eu, recomendo a leitura!

“O negócio com relação a desistir é que nunca sabemos. Nunca sabemos se poderíamos ter conseguido. E estou farta de não saber sobre a minha vida.” Pág. 241

Por Amanda Padovan

 

 

Quotes Um mais um – Jojo Moyes

IMG_8976

“Pior do que a luta interminável e exaustiva que minava as finanças e as energias, era que ser chefe de família sozinha quando se estava totalmente despreparada para isso era, de fato, a posição mais solitária da terra.”

“O segredo para uma vida feliz era uma memória curta.”

 

“Às vezes a gente precisa ficar um tempo afastado para entender as coisas na nossa cabeça. Isso deixa tudo mais claro.”

“Aquela era a questão: quando se critica demais alguém, a pessoa, com o tempo, para de dar ouvidos ao que é sensato.”

“Coisas bosas acontecem com pessoas boas. Basta ter fé…”

“A coisa mais importante que uma pessoa tem com a outra é a confiança.”

“Quero ficar com você. Sei que metemos os pés pelas mãos nisso, mesmo assim me sinto mais certo errando com você do que normalmente me sinto quando, em tese, está tudo certo e estou sem você.”

Por Amanda Padovan