Resenha de Conversando com os Espíritos

IMG_9650

Autor: James Van Praagh     Editora: Sextante

Com a rara habilidade de interligar o mundo físico e o espiritual, James Van Praagh proporciona imenso conforto àqueles que perderam seus entes queridos, trazendo mensagens inspiradoras e desvendando os mistérios da vida após a morte. Em Conversando com os espíritos, você conhecerá histórias de pessoas que, com a ajuda do autor, conseguiram fazer contato com parentes mortos e deram novos rumos a suas vidas – como a mãe que ouviu do filho um pedido de desculpas pelo próprio suicídio e o reencontro de um homem com sua esposa falecida, no quinquagésimo aniversário de casamento. Além de surpreendentes relatos como esses, Van Praagh conta a sua jornada em busca do autoconhecimento. Ainda na juventude, ele descobriu a capacidade de se comunicar com os mortos. Aqui ele revela como conseguiu aperfeiçoar seus dons para dar início à carreira como médium. Com ensinamentos e depoimentos comoventes, o autor nos ajuda a lidar com a dor da perda, ensinando técnicas para desenvolver o sexto sentido, conhecer nossos espíritos-guias e identificar os sinais que vêm do outro lado. Abra seu coração e deixe este livro mudar para sempre a sua maneira de encarar a vida – e a morte.

Já falei aqui sobre minha vontade de ler um pouco mais sobre o espiritismo e que uma das minhas metas desse ano é exatamente essa, ler mais livros sobre o tema. E um dos escolhidos foi Conversando com os espíritos, um livro que já vi muitas vezes no tempo em que trabalhava em livraria e que sempre me chamou a atenção.

Em seu livro, James Van Praagh conta um pouco seu crescimento e aprendizagem na mediunidade, além disso, fala sobre travessias mais traumatizantes, como acidentes, doenças graves como a AIDS e suicídio. Para facilitar o entendimento o autor exemplifica cada tópico com situações que viveu e sessões que participou, especialmente de pessoas que precisavam muito de sua ajuda, precisavam saber que a pessoa estava bem, mesmo que não mais no plano material. Os relatos são tão bonitos que chegam a  emocionar.

Encontrei algo mais rico e profundo em que acreditar – Deus. E não era o Deus que se sentava em um trono nos céus ou o filho de Deus crucificado. Era o Deus de amor que habitava dentro de mim.

Acho que o livro pode ajudar muito quem sofreu alguma perda na família, ou entre os entes queridos, pois nos ajuda a ver que apesar de sofrermos bastante com a perda, não é o fim, a pessoa ainda vive no plano espiritual e em determinado momento o reencontro acontecerá.

[…] nossa vida presente é uma compilação de nossos pensamentos do passado, de nossas ações e atos, tenham sido positivos ou negativos. Tudo isso trazemos conosco para este mundo.

Por Amanda Padovan

Anúncios

Quotes de Por Lugares Incríveis

IMG_9527

Aprendi que existem coisas boas no mundo, se você procurar por elas. Aprendi que nem todo mundo é uma decepção, incluindo eu mesmo, e que um salto a 383 metros de altura pode parecer mais alto que uma torre do sino se você estiver ao lado da pessoa certa.

Não é culpa sua. E ficar pedindo desculpa é perda de tempo. Você tem que viver sem arrependimentos. É mais fácil fazer a coisa certa desde o início pra que não tenha que pedir desculpas depois.

Viro e ela está de pé ao lado do carro, nada além de uma silhueta na noite.
— Só tenha cuidado com esse seu coração.

E se a vida pudesse ser assim? Só as partes felizes, nada das horríveis, nem mesmo as minimamente desagradáveis. E se a gente pudesse simplesmente cortar o ruim e ficar só com o bom?

A noite passada é como um quebra-cabeça — só que ainda não foi montado: todas as peças estão espalhadas e algumas estão faltando.

Você é todas as cores em uma, em pleno brilho.

Você merece coisa melhor. Não posso prometer que vou estar por perto, não porque eu não queira. É difícil explicar. Sou problemático. Estou despedaçado, e ninguém pode me consertar. Eu tentei. Ainda estou tentando. Não posso amar ninguém porque não é justo com quem me amar de volta. Nunca vou machucá-la, não como quero machucar Roamer, mas não posso prometer que não vou desmanchá-la, pedacinho por pedacinho, até você ficar em mil caquinhos, como eu. Você tem que saber no que está se metendo antes de se envolver.

Acabou o inverno. Finch, você me trouxe a primavera.

Mas não sou um conjunto de sintomas. Não sou uma vítima de pais horríveis e de uma composição química mais horrível ainda. Não sou um problema. Não sou um diagnóstico. Não sou uma doença. Não sou uma coisa que precisa ser salva. Sou uma pessoa.

Não desapareci. Me encontrei.

 

A esperança está em aceitar sua vida como ela se apresenta agora, mudada para sempre. Se puder fazer isso, a paz virá em seguida.
Mudada para sempre.

Você me faz te amar,
E essa deve ser a maior coisa que meu coração já foi digno de fazer…

O que percebo agora é que o que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa.

Por Amanda Padovan

Resenha de Por Lugares Incríveis – Jennifer Niven

IMG_9527

Autor: Jennifer Niven        Editora: Seguinte

Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver. Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

Por lugares incríveis conta a história de dois jovens. Violet é uma menina normal, cheia de sonhos, gosta de festas, diversão e é apaixonada pelo cara perfeito. Porém sua vida muda quando sofre um acidente de carro com sua irmã, ela sobrevive, mas sua irmã não, e desde então vive se sentindo culpada. Theodore Finch sempre sofreu de depressão, passa longos períodos sozinho, sem contato com a família e amigos, e esse é um dos motivos de ser perseguido na escola, é conhecido como esquisitão e aberração.

Esses dois jovens se unem por uma vontade em comum, os dois vão para a torre da escola, e estão prontos para pular, mas não imaginavam encontrar um ao outro na mesma situação, e nesse momento se ajudam a sair dali.

“Não é culpa sua. E ficar pedindo desculpa é perda de tempo. Você tem que viver sem arrependimentos. É mais fácil fazer a coisa certa desde o início pra que não tenha que pedir desculpas depois.”

A partir daí Violet não sai da cabeça de Finch e um projeto escolar que tem o objetivo de visitar lugares incríveis de seu estado pode uní-los ainda mais.

O livro alterna entre a narração de Violet e Finch, achei a jovem mais fácil de entender, acho que sua dor, sua culpa, suas emoções são expostas de forma mais clara, já Finch é um pouco mais complicado, a confusão de emoções e a dor do menino são bem complexas, mas não acho isso um defeito, para mim só deixa o livro mais real, porque imagino que seja assim a depressão, uma confusão de sentimentos, emoções e dor.

A história é linda e emocionante, a ajuda que encontraram um no outro, a esperança de encontrar alguém que entenda seus sentimentos e partilhe sua dor, o companheirismo que demonstram, tudo só nos dá mais e mais coisas para refletir. Além disso, Jennifer mostra que a depressão é uma doença como todas as outras e precisa de cuidados, especialmente da família e amigos.

“Não desapareci. Me encontrei.”

Por lugares incríveis não é aquele tipo de livro que a história é um mar de rosas, que tudo dá certo e todos são felizes para sempre, é uma história que se assemelha com a vida real, onde todo mundo tem problemas, onde acidentes acontecem, coisas ruins acontecem e muitas vezes a superação é necessária, uma leitura emocionante, que provavelmente lhe renderá lágrimas e sorrisos, e que vai conquistar seu coração!

“Aprendi que existem coisas boas no mundo, se você procurar por elas. Aprendi que nem todo mundo é uma decepção, incluindo eu mesmo, e que um salto a 383 metros de altura pode parecer mais alto que uma torre do sino se você estiver ao lado da pessoa certa.”

 

Por Amanda Padovan

Quotes de Procura-se um Marido – Carina Rissi

IMG_0481Autora: Carina Rissi            Editora: Verus

“A vitória está reservada para aqueles que estão dispostos a pagar o preço – ele sussurrou com a voz carinhosa e macia.”

 

“Um casamento nada mais é que uma parceria, em que ambos decidem ser felizes, tendo um ao outro como instrumento.”

 

“Eu queria Max por perto. Muito perto. E não apenas por mais alguns meses, como nosso acordo previa. Eu queria que ele fosse feliz, por isso me incomodara tanto a atitude de Clóvis. Eu queria ver Max sorrir e iluminar meu dia com aquela luz quente que emanava de seus olhos. Queria poder lhe dar a segurança que ele me dava.”

Continuar lendo