Resenha de Entre quatro paredes – B. A. Paris

O casamento perfeito ou a mentira perfeita?
Autor: B. A. Paris                                     Editora: Record
Sinopse:
Grace é a esposa perfeita. Ela abriu mão do emprego para se dedicar ao marido e à casa. Agora prepara jantares maravilhosos, cuida do jardim, costura e pinta quadros fantásticos. Grace mal tem tempo de sentir falta de sua antiga vida. Ela é casada com Jack, o marido perfeito. Ele é um advogado especializado em casos de mulheres vítimas de violência e nunca perdeu uma ação no tribunal. Rico, charmoso e bonito, todos se perguntavam por que havia demorado tanto a se casar. Os dois formam um casal perfeito. Eles estão sempre juntos. Grace não comparece a um almoço sem que Jack a acompanhe. Também não tem celular, que ela diz ser uma perda de tempo. E seu e-mail é compartilhado com Jack, afinal, os dois não guardam segredos um do outro. Parece ser o casamento perfeito. Mas por que Grace não abre a porta quando a campainha toca e não atende o telefone de casa? E por que há grades na janela do seu quarto? Às vezes o casamento perfeito é a mentira perfeita.
A vida de Grace parece um sonho, ela tem uma casa grande e bonita, um marido rico, lindo e atencioso, além disso, é uma pessoa cheia de habilidades, desde que decidiu abandonar seu trabalho para se focar em seu casamento passa os dias cuidando da casa, do jardim, pintando e cozinhando. Tudo parece tão perfeito que chega a gerar um pouco de inveja e desconfiança em seu ciclo de amizade, mas será que esposa perfeita é tão feliz quanto parece? 
Quando Grace conheceu Jack não conseguia imaginar o porquê de um homem tão incrível estar solteiro ainda, um advogado famoso que trata de casos de violência contra mulheres, tão bom que nunca perdeu um caso, que além de ser muito atencioso com ela, trata bem Millie, sua irmã com síndrome de Down. E foi por isso que apesar do pouco tempo de relacionamento, ela aceitou o pedido de casamento, o que ela não imaginava é que só conheceria realmente seu marido em sua lua de mel.
“Diante da lembrança, sorrio e desejo desesperadamente que a vida ainda fosse tão simples” Pág. 14
Apesar de sua aparência, Jack é sádico, um homem frio e controlador que sente prazer em ver o medo e dor que causa em sua esposa. É por isso que estão sempre juntos e Grace não atende o telefone e nem a porta da sua casa quando está sozinha, a esposa perfeita na verdade é prisioneira de seu marido. Mas o pior são os planos de Jack para Millie e é isso que Grace precisa evitar a todo o custo.
Já disse o quanto amo suspenses psicológicos né?! E foi por isso que o livro me chamou tanto a atenção, intercalando passado e presente vamos descobrindo pouco a pouco tudo o que Grace passa nas mãos de seu marido psicopata, sentindo seu drama, se emocionando e sentindo o desespero da personagem, é impossível não ficar bolando planos para escapar ou pensar o que faria se estivesse em seu lugar. 
O livro é envolvente e cheio de tensão, o que torna impossível parar a leitura, é daquele tipo que só quando você termina percebe que estava segurando a respiração! Hahahaha Entre quatro paredes é um livro de tirar o fôlego e uma leitura recomendadíssima!
“Eu mal comecei a entender o que Jack sabe desde o início: o medo é o melhor freio de todos.” Pág. 90
Anúncios