Resenha de O sol também é uma estrela – Nicola Yoon

Um menino, uma menina e o universo.

Autora: Nicola Yoon   Editora: Arqueiro

Sinopse: Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.

Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.

O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

Natasha é uma adolescente jamaicana que está ilegalmente nos Estados Unidos, mas que sente que o país é o seu lugar, Daniel é filho de coreanos, mas nasceu nos EUA, muito estudioso e tem o futuro praticamente escolhido pelos pais, porém internamente sonha em ser poeta. O dia que os caminhos desses dois se encontram é apenas um dos mais importantes de suas vidas.

A jovem será deportada com sua família em 12 horas, mas enquanto o horário não chega faz o possível para ficar no país e é nessa correria que conhece Daniel, ele está a caminho de uma entrevista que pode decidir sua carreira e seu futuro. Imediatamente o garoto fica encantado com Natasha e a acompanha por todo o dia. Ele acredita em destino e em amor a primeira vista, ela é cética e acredita na ciência, será que em um único dia o garoto conseguirá mostrar para Natasha que o amor existe e pode ser encontrado quando menos se espera?

” Rob diz que eu não acredito no amor verdadeiro. E está certo. Não acredito.
Mas posso querer acreditar.” Pág. 198

Depois de Tudo e todas as coisas fiquei animada para ler outra obra de Nicola Yoon e quando vi O sol também é uma estrela logo me animei mais ainda. A capa é maravilhosa, simples, mas colorida, os capítulos são curtos e intercalam entre a visão de Daniel e Natasha.
Adorei como a autora fez uma história que acontece em apenas um dia tão completa e cheia de sentimentos, é impossível não se envolver com os personagem, com seus medos, indecisões e inseguranças, assim como é impossível não torcer para vê-los juntos no final. Gostei muito também de como tudo parece interligado na história, quando lerem vão entender do que estou falando.

O sol também é uma estrela é um livro lindo, com um romance fofinho, mas que também fala sobre racismo, sobre a dificuldade que os imigrantes passam, tanto legais quanto ilegais, sobre a pressão que os pais fazem sobre seus filhos. Uma leitura rápida, mas que conquista um pedacinho do coração do leitor.

“A gente nunca deveria tentar uma possibilidade remota. Melhor estudar as chances e tentar a possibilidade provável. Mas, se a remota é a única, é preciso tentar.” Pág. 35

Por Amanda Padovan
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s