Leituras do mês – Abril

Olá nerds!!

Chegou a hora do post sobre as leituras do mês! Foi melhor que os meses anteriores, mas não tanto assim. Hahahahha Li quatro livros e vou contar quais foram:

Princesa das Águas

PRINCESA ADORMECIDA alt V1

Uma releitura da história da Pequena Sereia, com a marca de Paula Pimenta, uma das mais importantes autoras brasileiras da atualidade Arielle Botrel é uma nadadora famosa, prestes a viver o maior desafio de sua vida: participar das Olimpíadas pela primeira vez. Porém, ao contrário do que todos pensam, ela não possui tudo que deseja. Por ser a filha caçula de uma grande família, a garota é muito protegida e, apesar das medalhas e dos troféus, sonha com uma vida diferente, onde possa ser livre. Até que um dia um acidente faz tudo mudar. Arielle é apresentada a um mundo diferente… E nele existe alguém que vira sua vida de cabeça para baixo. Porém, para conquistá-lo, ela terá que abrir mão de sua voz. Será que Arielle vai conseguir conquistar esse príncipe sem palavras? E se no coração dele já existir outra princesa?
Livro muito fofo! Quem é louco por histórias de princesas como eu vai adorar! É claro que é uma princesa moderna, mas continua sendo mágica! Estou ansiosa pelo próximo livro!

Mr. Mercedes

mr mercedes

‘Ainda é madrugada e, em uma falida cidade do Meio-Oeste, centenas de pessoas fazem fila em uma feira de empregos, desesperadas para conseguir trabalho. De repente, um único carro surge, avançando para a multidão. O Mercedes atropela vários inocentes, antes de recuar e fazer outra investida. Oito pessoas são mortas e várias ficam feridas. O assassino escapa.
Meses depois, o detetive Bill Hodges ainda é atormentado pelo fracasso na resolução do caso, e passa os dias em frente à TV, contemplando a ideia de se matar. Ao receber uma carta de alguém que se autodenomina o Assassino do Mercedes, Hodges desperta da aposentadoria deprimida, decidido a encontrar o culpado.
Mr. Mercedes narra uma guerra entre o bem e o mal, e o mergulho de Stephen King na mente obsessiva e psicótica desse assassino é tão arrepiante quanto inesquecível.’

Simplesmente adorei esse livro! Stephen King é sempre incrível né?! Nos primeiros capítulos achei meio cansativo, mas quanto embalou não dava mais para parar de ler.

P.s. Ainda Amo Você

ainda amo vc

Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.
Em Para todos os garotos que já amei, Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em P.S.: Ainda amo você, Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.
Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.

Aiii que saudade eu estava desse casal! Um romance muito fofinho que fez rir e chorar e torcer pela Lara Jean, se você leu Para todos os garotos que já amei PRECISA ler a continuação!

Essa luz tão brilhante

Essa Luz Tão Brilhante capa

“Em uma prosa muito segura, Estelle Laure confere a Lucille uma obstinação feroz que a estimula e movimenta. Os personagens são bem construídos, e a autora consegue descrever a adrenalina do amor.” – Publishers Weekly. O pai dela surtou e foi internado. A mãe disse que ia viajar por uns dias e nunca mais voltou. Wren, sua irmãzinha, parece bem, mas já está tendo problemas na escola. Lucille tem só 17 anos, e todos os problemas do mundo. Se não conseguir arrumar um emprego para pagar as contas e fingir para os vizinhos que está tudo em ordem, pode perder a guarda da irmã. Sorte a dela ter Eden, uma amiga tão incrível que se dispõe a matar aulas para ajudá-la. Azar o dela se apaixonar perdidamente justo agora, e justo por Digby, o irmão gêmeo de Eden, que é lindo, ruivo… mas comprometido. “Essa luz tão brilhante” é a história de uma garota que descobre uma grande força dentro de si enquanto aprende que a vida e o amor podem ser imprevisíveis, assustadores e maravilhosos – tudo junto e misturado.
Esse é um daqueles livros que te faz pensar em sua vida, refletir, uma leitura bem rápida, mas que vale muito a pena!
E foram essas minhas leituras, como foram as de vocês?
Por Amanda Padovan

Leituras do mês – Março de 2017

Hey gente!

Olha eu aqui de novo com minhas leituras do mês, e o mês foi fraco, então nem vou mais falar isso porque todos estão sendo assim, né? Hahahahaha

Vamos logo para as leituras, então:

Antes que eu vá

IMG_8271

Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta — da melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento.

Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha desvenda o mistério que envolve sua morte — descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder.

Pollyanna Moça

IMG_8482

Pollyana moça (1915), dando continuidade ao primeiro romance Pollyanna, é uma lição de otimismo e esperança. A filosofia da personagem Pollyanna está centrada naquilo que ela chama de “o jogo do contente”: ela sempre procura encontrar, em qualquer situação, alguma coisa para ser feliz.

 

 

Slumdog Millionaire

IMG_8490

You’ve seen the movie, now read the book! Ram Mohammad Thomas answers 14 questions correctly in a TV quiz and wins a billion rupees, but how does he know the answers? Slumdog Millionaire takes us through the major events of Ram’s life, from his battle for survival on the streets of Mumbai and Delhi to his final act of love and revenge – and the amazing good fortune it brings!

E foram essas, uma leitura porque precisa ler antes de ver o filme, uma porque é um clássico e PRECISAVA ler e outra que era obrigatória para o meu curso, mas que gostei bastante.

E como foram as leituras de vocês?

Por Amanda Padovan

Leituras do Mês – Fevereiro 2017

Olá gente!!!

Como passaram o mês? E o feriadão? Pularam muito carnaval?? Aqui foi bem tranquilo, aproveitei para ler um pouco, mas confesso que assisti mais séries do que li. 😀

Bom, vou mostrar quais foram as leituras do mês:

Até você ser minha

img_7664

A assistente social Claudia Morgan-Brown está prestes a realizar o sonho de sua vida: vai dar à luz uma menininha. Apesar da ausência do marido ao longo da gravidez – James é oficial da Marinha e fica semanas e até meses longe de casa –, ela mal pode esperar para segurar seu bebê nos braços após várias tentativas e perdas.
Porém, as diversas tarefas de Claudia, além da responsabilidade de cuidar dos gêmeos Oscar e Noah, filhos do primeiro casamento de James, deixam o casal preocupado. A próxima partida de James se aproxima, e eles decidem contratar uma babá.
Zoe Harper quer muito o emprego. Com as melhores recomendações, ela conquista os gêmeos e se muda para o lar do casal. Mas Claudia logo percebe que a mulher tem outros motivos para se aproximar da família.
As suspeitas de Claudia se transformam em verdadeiro terror quando começa a ocorrer uma série de ataques brutais a mulheres grávidas na cidade. Imersos em problemas familiares, os investigadores Lorraine Fisher e Adam Scott são forçados a deixar suas questões de lado e correr contra o tempo para encontrar o assassino antes que ele cometa mais um crime.
Uma narrativa repleta de reviravoltas, Até você ser minha traz os desejos humanos mais intensos e mostra quão longe alguém pode chegar para conseguir o que quer.

Adorei esse livro, é um daqueles que o final te surpreende, sabe? Tem resenha dele aqui já.

Social Killers

img_8070

Social Killers – Amigos Virtuais, Assassinos Reais é um livro assustadoramente verdadeiro. Seus autores, J. J. Slate e R. J. Parker, reúnem alguns dos casos mais angustiantes de criminosos que usaram as redes sociais para se aproximar de suas vítimas. Torturadores, stalkers, predadores sexuais, canibais, assassinos. A lista, infelizmente, não é pequena. E novas solicitações de amizade continuam chegando a cada dia.

Parker e Slate deixam claro que esse não é um fenômeno novo. Muito antes da internet, criminosos usavam classificados de jornal para descobrir e atrair suas presas. Mas o anonimato da web permite que cada vez mais lobos usem roupas de cordeiro nas suas fotos de perfil.

Mas existe luz no fim do túnel. Analisando mais de trinta casos famosos, os autores demonstram como as forças da lei estão usando, com sucesso, as novas ferramentas de comunicação para investigar e prender foras da lei e desmantelar quadrilhas. E ainda ensinam dicas de segurança. Social Killers – Amigos Virtuais, Assassinos Reais é um alerta para todos nós, que passamos tanto tempo conectados.

Quem acompanha o blog sabe que me interesso bastante por esse tema e por isso estava curiosa sobre esse livro. Já tem resenha aqui também.

Poliana

poliana

Depois da morte de seu pai, “Poliana”, então com dez anos e já órfã de mãe, tem que ir morar com tia Paulina, uma solteirona rica, severa e pouco afetuosa. No entanto, a vida da cidadezinha de Beldingsville muda com a chegada desta que se tornou a personificação do otimismo na literatura ocidental. “Poliana” sempre tenta pôr em prática algo que o pai lhe ensinou: o jogo do contente, que nada mais é que a tentativa de se posicionar de maneira positiva frente a todas as adversidades.

Ai gente, faz tanto tempo que eu quero ler esse livro! Finalmente tomei vergonha na cara e li. Adoreeeei!

E foram essas as leituras do mês, quais foram as de vocês?

Por Amanda Padovan

Leituras de Janeiro – 2017 e desabafo

Olá Nerds!!

Olha eu aqui com o primeiro post de leituras de 2017! Aeeee!

Bom gente, pra começar, preciso confessar que não consegui cumprir a meta de leitura do ano passado que era de 50 livros, finalizei 2016 com 49 livros lidos, sim, faltou só um e aí vocês devem estar se perguntando: Por que não correr e virar um dia ou uma noite lendo pra conseguir cumprir se faltava só 1? Sabe por quê? Porque eu não sou obrigada! Hahahah

Gente, eu amo ler! É uma das minhas atividades favoritas da vida e me faz muito bem, mas tem muitas outras coisas que eu amo fazer e milhares de coisas que eu sou obrigada a fazer, eu conseguiria sim terminar mais um livro se tivesse virado uma noite lendo, ou deixado de sair algum dia pra ler, mas pra quê? Só pra cumprir uma meta que eu planejei quando estava em outra vibe? Ler só por obrigação? Não é isso que eu quero! Eu gosto de ler e aproveitar a leitura, viro noites sem problema, mas se o livro estiver me pedindo isso, se eu estiver louca pra saber o final e não só pra ter mais um livro pra lista.

Eu estou valorizando muito mais o meu tempo e aproveitando minha vida, curtindo minha família, meu namorado, meus amigos e é por isso que os post aqui no blog diminuíram também,  eu ainda resenho, respondo tag, faço post com quotes, comprinhas, mas a quantidade de postagens por semana diminuiu, tanto aqui como no Instagram, mas não vou abandonar de vez, tá? Continuem nos acompanhando, pleaseee!

Desabafo feito, bora para as leituras do mês:

Boa Noite -Pam Gonçalves

img_7167

Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação — em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números —, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

O Demonologista – Andrew Pyper

img_7514

O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo – principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico.Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma.Enquanto corre contra o tempo.

O Adulto – Gillian Flynn

img_7647

Uma jovem ganha a vida praticando pequenas fraudes. Seu principal talento é a capacidade de dizer às pessoas exatamente o que elas querem ouvir, e sua mais recente ocupação consiste em se passar por vidente, oferecendo o serviço de leitura de aura para donas de casa ricas e tristes.
Certo dia, ela atende Susan Burkes, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente. Experiente observadora do comportamento humano, a falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação.
No entanto, quando visita a impressionante mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. Agora, ela precisa descobrir onde o mal se esconde, e como escapar dele. Se é que há alguma chance.

Surpreendente – Maurício Gomyde

img_7558

Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

Os 13 Porquês – Jay Asher

img_7725

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.
E foram essas, pessoal! E vocês? Já leram muito nesse primeiro mês do ano?
Até mais!
Por Amanda Padovan

Leituras de Agosto

Olá nerds!!

Peço desculpas pela ausência aqui, mas estou com problemas com a internet aqui em casa e estou aproveitando o tempinho que ela voltou a funcionar para escrever os posts pra vocês. Hahahah

Hoje vim mostrar minhas leituras de Agosto! Sei que não foram muitas, mas ainda tenho fé de cumprir a meta de 50 livros lidos no ano, vou tentar me esforçar mais! Hahaha. Enfim, os livros do mês passado foram:

Made in Brazil

IMG_4935

Sinopse:
Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por quê e com que métodos os serial killers brasileiros atuam. Em Made in Brazil, Casoy relata sete casos de serial killers brasileiros, três dos quais ela entrevistou pessoalmente: Marcelo Costa de Andrade, o vampiro de Niterói, um dos casos e depoimentos mais chocantes do currículo da autora; Francisco Costa Rocha, o Chico Picadinho; e Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador. Um relato cruel feito pelos próprios assassinos, conduzido com maestria por quem entende do assunto, que procura guiar o leitor pela sinuosa mente de pessoas frias e com movimentos mais que premeditados para o mal. Além deles, a autora se debruça sobre a vida e os crimes de José Augusto do Amaral (Preto Amaral), Febronio Índio do Brasil, Benedito Moreira de Carvalho (Monstro de Guaianases) e José Paz Bezerra (Monstro do Morumbi).

 

O Menino que desenhava monstros

IMG_4468[1]

Sinopse:

Jack Peter é um garoto de 10 anos com síndrome de Asperger que quase se afogou no mar três anos antes. Desde então, ele só sai de casa para ir ao médico. Jack está convencido de que há de monstros embaixo de sua cama e à espreita em cada canto. Certo dia, acaba agredindo a mãe sem querer, ao achar que ela era um dos monstros que habitavam seus sonhos. Ela, por sua vez, sente cada vez mais medo do filho e tenta buscar ajuda, mas o marido acha que é só uma fase e que isso tudo vai passar.

Não demora muito até que o pai de Jack também comece a ver coisas estranhas. Uma aparição que surge onde quer que ele olhe. Sua esposa passa a ouvir sons que vêm do oceano e parecem forçar a entrada de sua casa. Enquanto as pessoas ao redor de Jack são assombradas pelo que acham que estão vendo, os monstros que Jack desenha em seu caderno começam a se tornar reais e podem estar relacionados a grandes tragédias que ocorreram na região. Padres são chamados, histórias são contadas, janelas batem. E os monstros parecem se aproximar cada vez mais.

 

Tenha um pouco de fé

IMG_5308[1]

Sinopse:

No princípio houve uma pergunta. – Você faria meu discurso fúnebre? E como costuma acontecer com a fé, pensei que estivessem me pedindo um favor, quando, na verdade, era eu que o estava recebendo. Em seu primeiro livro de não ficção desde A última grande lição, Mitch Albom conta a história real de uma marcante jornada de oito anos entre dois mundos – dois homens, duas fés, duas comunidades. Depois de receber do rabino Albert Lewis o pedido para fazer seu discurso fúnebre, Mitch passa a visitá-lo nos fins de semana. Ao mesmo tempo que mergulha de volta no mundo de fé que havia deixado para trás, conhece Henry Covington, um ex-traficante e ex-dependente químico que se tornou pastor e agora tenta manter em Detroit uma igreja em ruínas e um projeto de assistência a moradores de rua. Movendo-se entre esses dois mundos – cristão e judeu, branco e negro, de fartura e escassez -, Mitch observa como homens tão diferentes usam a fé de forma muito semelhante: o rabino de um bairro nobre, para receber a morte que se aproxima, e o pastor de uma periferia carente, para manter de pé a si mesmo e sua igreja. Nas realidades desiguais, questões em comum se revelam: como enfrentar as dificuldades; o que é o céu; Deus e a importância da fé. Por trás de textos, preces e narrativas de cada grupo, a unidade entre os dois mundos transparece.

Não conte para a mamãe

img_5419

Sinopse:

A frase que dá título ao livro de Toni Maguire, Não conte para a mamãe, poderia ser uma pacto ingênuo entre dois irmãos ou uma brincadeira entre crianças. Infelizmente, não é o caso. Na verdade, é a ameaça sofrida pela autora durante os quase dez anos em que foi violentada pelo próprio pai.
Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de um infância idílica que mascarava uma terrível verdade.

E essas foram minhas leituras! Deixei todas as resenhas linkadas! E quais foram as de vocês?

Até mais!

Por Amanda Padovan

 

Leituras de Julho

E aí gente?! Hora de mostrar minhas leituras do mês passado! Bom, já falei aqui que viajei, então não consegui adiantar as leituras como tinha planejado, mas mantive os quatro livros lidos no mês e já tem resenha deles aqui! Vou colocar os links!

As leituras foram:

Louco ou Cruel?

IMG_3996

Sinopse:

A primeira parte de Louco ou Cruel? aborda os serial killers sob diversos aspectos e à luz da Criminologia, do Direito, da Psiquiatria e da Psicologia, e dedica-se a dissecar este universo, analisando como tudo começa, quem são as vítimas, os aspectos gerais e psicológicos, os mitos e as crenças, o perfil do criminoso, a psicologia investigativa, a análise do local do crime e a encenação/organização da cena. Na segunda parte do livro, Casoy apresenta em detalhes 16 casos de serial killers que chocaram e marcaram o século XX, entre eles Albert Fish, Ed Gein, Ted Bundy, Andrei Chikatilo, Jeffrey Dahmer, Aileen Wuornos e o Zodíaco, cuja identidade segue desconhecida até hoje. Histórias que habitam as entranhas da humanidade e o que ela tem de pior: frieza, perversidade e falta de sensibilidade que acabam por produzir o mal em escalas inimagináveis.

Sempre tive curiosidade de saber como funciona a mente de um serial killer e esse livro é muito interessante, a Ilana Casoy traz casos chocantes, conta como era a vida do assassino, como foi sua infância, como eram os crimes, como foi o julgamento, aconselho muito pra quem tem curiosidade sobre o tema!

 

Fora de Mim

image

Sinopse:

Autora do best-seller Divã, novela irônica e bem-humorada sobre uma mulher que enfrenta o fim de seu casamento arrastado em plena crise dos 40, Martha Medeiros faz agora de seus leitores testemunhas de outro momento, talvez mais crucial e terrível na relação amorosa – aquele em que a paixão acaba, por mais intensa que tenha sido.
Em Fora de mim, a autora vai ainda mais fundo na descrição de sentimentos universais provocados por essa perda, comparada por ela a um acidente de avião, em que os sobreviventes ‘percebem a perda de altitude, a potência enfraquecida das turbinas e o desastre iminente, até que acontece a parada definitiva da aeronave, (…) e sobe do chão um silêncio absoluto, (…) a quietude amortizante de quem não respira, não pensa, não sente nada ainda.’ A autora inicia sua narrativa visceral no instante da despedida, da queda, do fim trágico, nem além nem aquém da dor maior: quando se tem a certeza de que não há mais volta. Aos poucos, o leitor vai compreendendo como tudo aconteceu, como tudo afinal foi ficando fora de controle. Recém-separada de um casamento longo e pacífico, a protagonista se apaixona loucamente, embora não cegamente, por um outro homem, de personalidade conturbada, com quem vive uma intensa paixão. Consciente do mergulho, a mulher pressente que no fundo daquela relação só acabaria encontrando a escuridão da dor. Mesmo assim, dá o salto. E perde. A entrega aqui é um vício sem saída.

Sempre ouvi falar da Martha Medeiros e de como seus livros eram bons, achei esse em um desapego por 6 reais e resolvi que seria o primeiro que leria da autora, o livro é bem curtinho, uma leitura rápida e envolvente, gostei muito da escrita da Martha e mal posso esperar para ler outra obra dela!

O Último Adeus

DSC04757

Sinopse:

“A autora de fantasia que está encantando leitores com a força de sua escrita lança seu primeiro romance contemporâneo – uma trama comovente e impactante situada nos dias de hoje. Depois de sucessos internacionais como a saga Sobrenatural, Cynthia Hand demonstra todo o seu talento numa história sobre perda, culpa e superação. O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante.”

Eu fiquei apaixonada pelo livro logo quando vi a capa, a DarkSide Books sabe conquistar os leitores, e continuei apaixonada depois de ler, é uma história tão linda! Além disso, discute sobre um tema muito importante, o suicídio, que é uma das maiores causas de morte entre os adolescentes.

Sob Pressão

IMG_3645

Sinopse:

Se comparados às gerações anteriores, nós trabalhamos por mais tempo e com mais intensidade do que nunca, e sempre com prazos apertados e muita cobrança. Como você já sabe, mais exigências significam mais pressão – o que pode facilmente se transformar em estresse (se já não se transformou!). A vida se torna um trem desgovernado: emoções sempre à flor da pele, incerteza sobre o que devemos fazer, a sensação de que o trabalho nunca chega ao fim e aquela vontade de fugir para bem longe… Basta!

Você não merece uma rotina de dores de cabeça e no corpo, irritação e sensação de serdominado por um cansaço que não passa. Em Sob pressão, o autor mostra como elevar sua capacidade de resiliência, gerenciar os gatilhos do estresse e ter o trabalho bem realizado – mesmo quando o ritmo aperta.

Neste livro você aprende como:

  • Gerenciar tempo e carga de trabalho com eficiência
  • Sair do estresse com táticas claras e poderosas
  • Encontrar energia extra para os momentos em que mais precisa
  • Perder o medo da mudança e fazê-la funcionar para você e para os outros ao seu redor

 Faça da pressão o seu melhor momento profissional!

Recebemos esse livro de boas vindas da nossa parceira Editora Gente, e foi uma leitura interessante, mesmo não sendo o que eu costumo ler e eu não tendo grandes problemas por causa do estresse. Achei que é um ótimo livro pra quem sofre com a pressão no ambiente de trabalho, com prazos curtos e muito serviço para pouco tempo, então estressados de plantão #ficaadica !!

Bom gente, foram essas as leituras do mês, ainda estou correndo para cumprir a meta de 50 livros lidos em 2016, tenho fé que vou conseguir! Hahahahahaha

E vocês, o que leram?

Por Amanda Padovan

Leituras de Junho

Olá Nerds!

Hora de mostrar as leituras que fiz em junho! Já vou avisando que li pouco, fiquei até um pouco desapontada comigo mesma, mas acho que não devemos nos obrigar a nada, afinal, a leitura tem que ser um momento gostoso e não uma obrigação, né?

Bom, chega de falar e vamos aos livros:

O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares

Baixar-Livro-O-Orfanato-da-Srta-Peregrine-Para-Criancas-Peculiares-Srt-Peregrine-Vol-01-Ransom-Riggs-em-PDF-ePub-e-Mobi-ou-ler-online-370x537

Sinopse:

Tudo está à espera para ser descoberto em “O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares”, um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que possa parecer – ainda podem estar vivas.

Esse era um livro que eu estava com muita vontade de ler, depois de ver o trailer do filme a vontade só aumentou, e a leitura não me decepcionou! Adorei e estou louca para ler o próximo e assistir o filme!

Dama da Meia-Noite

dama

Sinopse:

Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada.

O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro – mas eles nunca podem se apaixonar.

Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança – e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas … antes que o assassino coloque eles na mira.

Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais – e ela pode suportar saber a verdade?

A Cassie maravilhosa arrasou no livro, como sempre, AMEI! Sou uma caçadora de sombras assumida e se você também é, tem que ler!

Menina Má

menina

Sinopse:

Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.
Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

Gente, que capa maravilhosa! A DarkSide Books sempre arrasa, mas essa edição está perfeita! O livro é incrível também e depois de terminá-lo assisti o filme, pois tinha gostado muito da história.

Elevador 16

elevador 16

Sinopse

Estamos em 2017. Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra. Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, eles asseguram que passaria a uma distancia segura. E todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer… Mas não podiam estar mais enganados. No dia em que o planeta estaria mais visível, enquanto todo mundo se preparava para observar o fenômeno a olho nu, um grupo seguia para um compromisso chato: trabalhar num sábado na empresa de processamento de dados, pois estavam com muitos projetos atrasados. Na hora do almoço, 16 pessoas entram no elevador… mas ele pára entre dois andares. As comunicações não funcionam, nem alarmes, nem celulares, ninguém aparece para ajudar. E eles não sabem que, em todo o mundo, algo muito estranho aconteceu. Em poucos segundos, 10 pessoas caem num surto coletivo, como que desmaiadas. Entre o desespero, tentativas de busca por ajuda, um deles começa a abrir os olhos, mas eram olhos vazios, olhos do mal… Este livro conta uma história que ocorre no exato momento em que o nosso mundo se transforma. Traz personagens que vivem o intenso evento cósmico que mudaria a Terra para sempre.

Encontrei o ebook grátis no IBooks e a capa me chamou tanto a atenção que resolvi ler! Hahaha Geralmente não leio histórias de zumbis, mas esse é um conto bem legal e me deixou com vontade de ler os livros. 🙂

Bom, essas foram minhas leituras do mês, como foram as de vocês?

Por Amanda Padovan

Leituras de Maio


E aí, Nerds?

Hora de mostrar as leituras que fiz no mês de maio! Continuei lendo apenas quatro livros no mês, eu até achei que conseguiria ler cinco, mas fiquei doente e acabou atrasando tudo. 😦

Maaaas, já tem resenha de todos aqui, então é só clicar no título e conferir! E os livros lidos foram:

Querida Sue

IMG_3051

Março, 1912: A jovem poeta Elspeth Dunn nunca viu o mundo além de sua casa, localizada na remota ilha de Skye, noroeste da Escócia. Por isso, não é de espantar a sua surpresa quando recebe uma carta de um estudante universitário chamado David Graham, que mora na distante América. O contato do fã dá início a um intercâmbio de cartas onde os dois revelam seus medos, segredos, esperanças e confidências, desencadeando uma amizade que rapidamente se transforma em amor. Porém, a Primeira Guerra Mundial força David a lutar pelo seu país, e Elspeth não pode fazer nada além de torcer pela sobrevivência de seu grande amor.
Junho, 1940, começo da Segunda Guerra Mundial: Margaret, filha de Elspeth, está apaixonada por um piloto da Força Aérea Britânica. Sua mãe a alerta sobre os perigos de um amor em tempos de guerra, um conselho que Margaret não quer ouvir. No entanto, uma bomba atinge a cara de Elspeth e acerta em cheio a parede secreta onde estavam as cartas de amor de David. Com sua mãe desaparecida, Margaret tem como única pista do paradeiro de Elspeth uma carta que não foi destruída pelas bombas. Agora, a busca por sua mãe fará com que Margaret conheça segredos de família escondidos há décadas.

Uma história de amor linda e um livro maravilhoso, foi uma ótima surpresa, já que o encontrei em uma superpromoção! Fiquei encantada com a história, com os quotes e com o casal protagonista! Recomendo! ❤

Continuar lendo

Leituras de Abril

Oi gente!

Abril acabou sendo tão corrido quanto Março, então mantive as quatro leituras no mês e hoje vim mostrar para vocês quais foram os livros lidos esse mês, já resenhei todos, é só clicar no título e será direcionado para a resenha!

Espada de Vidro

IMG_2427

O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.

Mare está mais forte e determinada, adoreeei!

Continuar lendo

Leituras de Março

1459615973039
Oi Nerds!

Março acabou e não sei para vocês, mas para mim foi um mês de muita correria! Por isso não li tanto quanto gostaria, foram apenas quatro livros. :/ Espero que em Abril consiga ler mais! Mas estou feliz porque todos já tem resenha aqui no blog (clicando no título do livro será direcionado para a resenha)! Aeeee 😀

E os as leituras do mês foram:

Lugares Escuros

IMG_1724Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua.
Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos?
Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia dos crimes com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.

Não posso dizer que seja uma leitura agradável, até porque acho que a Gillian Flynn nem queria que fosse! hahaha Mas foi um livro que gostei muito! Adoro as histórias da autora, são tão “reais”, algumas vezes, durante a leitura eu pensava: Será que aconteceu isso mesmo? Será que ela se inspirou em uma história real? É muito fácil imaginar uma de suas histórias sendo mostrada em um noticiário. A cada livro da autora fico mais apaixonada por sua escrita!

Continuar lendo